Homepage

  • Laura Enever bate recorde mundial do Guinness para maior onda surfada na remada
    08 novembro 2023
    arrow
  • A big rider australiana surfou uma onda homologada em 13,3 metros de altura em Outer Reef, no North Shore da ilha havaiana de Oahu.
  • A World Surf League (WSL) acaba de oficializar o nove recorde mundial do Guinness para a maior onda surfada na remada por uma mulher. O novo máximo mundial pertence à australiana Laura Enever, graças a uma onda de 43,6 pés (13,3 metros de altura), surfada no passado dia 22 de janeiro em Outer Reef, no North Shore da ilha havaiana de Oahu.

    Aos 31 anos de idade, a antiga competidora do CT bateu o antigo recorde (12,8 metros), que pertencia a Andrea Moller. Esse registo datava de 16 de janeiro de 2016, com uma onda surfada por Moller em Jaws, também no Havai, mas na ilha de Maui.

    "Quando remei sabia que a onda era grande. No momento em que me coloco em pé, olhei para baixo e sabia que definitivamente era a maior onda que já havia apanhado. Sabia que era a onda da minha vida. Foi um momento que será especial na minha carreira no surf. É muito bom ser recompensada após estes meses. Não consigo acreditar", começou por dizer a campeã mundial Júnior da ASP em 2009.

    "Nunca estaria nesta posição sem a ação das big riders que vieram antes de mim e indicaram o caminho. Mulheres bravas e corajosas, que sempre serviram de inspiração e mostraram que podia lá chegar. Por isso, agradeço a todas essas mulheres fantásticas. A Andrea Moller detinha o recorde, pelo que é uma honra passar a ser a recordista mundial e continuar a puxar pelo surf de ondas grandes. Sei que a próxima geração de big riders femininas irá fazer o mesmo", entende Laura Enever, que recebeu o certificado de recordista mundial do Guinness em Narrabeen, que é a sua terra natal. Um momento no qual família e amigos estiveram presentes, fazendo a festa na praia.

    Foto: Matt Dunbar/WSL

    Em comunicado oficial, a WSL explica que o processo de medição deste novo máximo mundial foi efetuado pela sua equipa de ciência, liderada por Michal Pieszk, que também desempenha a função de Senior Research e Development Engineer da Kelly Slater Wave Company.

    Em todo este processo, foram analisadas as maiores ondas surfadas na remada por mulheres durante toda a temporada de 2022/2023. 

    A avaliação da onda surfada por Laura Enever foi feita através de diversos frames das filmagens, que foram corrigidos geometricamente com base nas posições da câmara e sua inclinação. Juntou-se ainda informação detalhada sobre a localização dos videografos, do local e da onda, de modo a determinar a altura da mesma. 

    As imagens foram convertidas de pixels para pés/metros, com o uso de alguns objetos de regência como os jet skis e as medidas do corpo de Laura Enever. A localização da crista da onda foi determinada através da análise do vídeo a partir de dois ângulos diferentes. 

     

     

     

    Através da rede de livecams, podes visualizar em direto e em tempo real toda a evolução do estado do mar e da praia.

    Podes também confirmar as previsões relativas a todas as praias através da nossa página Praias Beachcam.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Outras Notícias Relacionadas