Homepage

  • Teresa Bonvalot confirmada em Pipeline para o arranque do CT 2023!!
    18 janeiro 2023
    arrow
  • Depois daquela que será uma histórica aparição em Pipe, a atual campeã nacional Open vai permanecer no arquipélago do Havai, pois também irá competir na segunda etapa do ano, a realizar em Sunset Beach.
  • Com o arranque do Championship Tour (CT) de 2023 cada vez mais próximo, faltam precisamente duas mãos cheias de dias para que tal suceda, a World Surf League (WSL) acaba de anunciar nas redes sociais mais uma extraordinária notícia para o surf feminino português, numa altura em que todos nós ainda estamos nas nuvens graças ao título mundial Júnior conquistado recentemente por Francisca Veselko.

    Agora é um outro nome a estar na berra. Teresa Bonvalot viu confirmada a sua presença no Billabong Pro Pipeline, evento que vai abrir as hostilidades do CT 2023 e cujo período de espera vai de 29 de janeiro a 10 de fevereiro.

    Usufruindo do estatuto de suplente do CT 2023 feminino até ao cut do meio da temporada, Teresa vai curiosamente ocupar o lugar deixado em aberto por uma outra surfista europeia, no caso Johanne Defay.

    A top cinco mundial em 2022 e única surfista do Velho Continente presente a tempo inteiro no CT 2023 está lesionada desde há cerca de cinco semanas a esta parte.

    Através das redes sociais, Johanne revelou que fraturou o metatarso do pé direito durante um treino, pelo que agora vai dar início ao processo de recuperação.

    Desta forma, a campeã nacional Open em exercício vai protagonizar mais um momento inédito na história do surf feminino português. Teresa Bonvalot será a primeira surfista lusa a competir numa etapa do CT disputada na onda rainha do surf mundial, que pelo segundo ano consecutivo vai ter as melhores surfistas do planeta em ação de forma integral. 

    E esta aparição da vigente campeã europeia da World Surf League (WSL) pelo North Shore de Oahu não se vai resumir apenas aos tubos de Pipeline. A quatro vezes campeã nacional Open também irá estar presente na segunda etapa do ano, que decorrerá em Sunset Beach.

    Portanto, este será um regresso em dose dupla ao Havai, que foi bastante cruel da última vez que Teresa por ali competiu. Foi há um mês e meio, no Haleiwa  Challenger, que ficou às portas da qualificação para o CT.

    Recorde-se que a surfista de Cascais já não compete na elite mundial desde 2017. Na altura, participou via wildcard no Cascais Women's Pro, disputado nas ondas da Praia do Guincho. Alcançou o nono posto, fruto de ter atingido a ronda 4, naquela que até ao momento é a sua melhor classificação em meia dezena de aparições no circuito mundial de surf.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram