Homepage

  • WSL apresenta resultados impactantes da ação We Are One Ocean
    14 novembro 2022
    arrow
  • Campanha impactou mais de 35 mil jovens ao redor do planeta.
  • A World Surf League anunciou, esta segunda-feira, os resultados globais da campanha We Are One Ocean, que foi lançada no ano passado com o objetivo de criar impacto ambiental em várias das paragens do World Tour ao redor do planeta. Uma iniciativa com o cunho da WSL Pure e que tem impactado milhares de crianças e reduzido de forma considerável a pegada ambiental dos melhores surfistas do Mundo.

    A campanha We Are One Ocean trabalhou com mais de 100 organizações ambientais ao longo do circuito em 2022, sempre com o intuito de proteger o oceano e os ecossistemas vitais, sobretudo nas paragens mais ameaçadas do circuito e não só. Algumas das iniciativas mais impactantes passaram pela limpeza de plástico na Indonésia, plantação de espécies nativas no Havai ou o restauro de ecossistemas de coral no Taiti.

    Desta forma, além de se congratular com os efeitos produzidos ao longo do último ano, a WSL garante que vai manter o foco nesta política ambiental, tendo como objetivo eliminar produtos de plástico descartável das etapas e investir nas comunidades locais, além de tentar ter uma ação neutra em termos de emissão de carbono. A WSL que desde 2018 que tem reduzido as emissões inerentes aos seus circuitos.

    Em termos numéricos, as grandes bandeiras da iniciativa We Are One Ocean assentam na redução de emissões dos eventos e dos circuitos na ordem dos 49%; educação ambiental para mais de 35 mil crianças ao redor do Mundo; recolha de mais de 100 toneladas de plástico dos rios na Indonésia; e conservação de mais de 350 hectares de terra, que ajudaram na proteção de ondas como G-Land, na Indonésia, ou Playa Hermosa, na Costa Rica.

    “Todas as grandes mudanças começam com um pequeno passo”, começou por referir a norte-americana Lakey Peterson, competidora do CT e embaixadora da WSL Pure. “Acredito no poder do trabalho em conjunto para criar uma mudança positiva. Acredito que este é apenas o primeiro passo daquilo que poderá algo que poderá ter, realmente, um grande impacto global”, frisou.

    Entretanto, este ano um projeto português já tinha sido premiado com o apoio da WSL Pure. Trata-se da Regeneration Surf Coalition, que visa implementar a regeneração de ecossistemas marinhos na nossa costa. Eis os outros projetos distinguidos: Na Kama Kai (HAW), Native Like Water (USA), Surf Conservation Partnership (IND), JBay Surf Alliance (RSA) e SOS Mata Atlantica (BRA).

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram