Homepage

  • Gabriel Medina, o profeta do título mundial de Filipe Toledo
    13 setembro 2022
    arrow
  • Terminada a finalíssima de 2021 e já em terra, Gabriel Medina cumprimentou Filipe Toledo e disse-lhe: "Para o ano, és tu o campeão!" Estava feita a profecia e o resto é história...
  • Dia 14 de setembro de 2021, faz esta quarta-feira um ano. Gabriel Medina alcançou o seu terceiro título mundial de surf, uma meta que tanto procurava e permitiu igualar o número de cetros mundiais do ídolo e saudoso Ayrton Senna, último campeão do mundo brasileiro de Fórmula 1. 

    Na onda de Trestles, na Califórnia, Medina voltou a ser coroado, rematando uma temporada regular em que foi inequivocamente o surfista mais forte. Para gritar vitória e fazer valer o estatuto de licra amarela, Gabes teve de suplantar Filipe Toledo, um dos melhores de sempre a surfar naquela onda de performance californiana. Porém, nem essa aparente vantagem permitiu a Filipinho vencer um heat ao compatriota e levar tudo para a 'negra'.

    Terminada a finalíssima e já em terra, Gabriel Medina cumprimentou Filipe Toledo e disse-lhe: "Para o ano, és tu o campeão!" Estava feita a profecia, qual profeta. O primeiro campeão do mundo da história do surf brasileiro sabia que o seu adversário estava melhor do que nunca para conseguir chegar ao topo. Sem ninguém dar conta, ali mesmo no dia em que tinha sido proclamado campeão do mundo, Medina passou o testemunho a Toledo. 

    Depois daquele dia inesquecível em que a World Surf League estreou um novo formato de definição dos campeões mundiais, Gabriel partiu para um ano em que esteve grande parte do mesmo arredado da competição, seja por problemas físicos ou de saúde mental, enquanto Filipe manteve-se de pedra e cal em busca daquilo que já há muito sonhava. 

    Novamente com a decisão final a acontecer em Trestles, praticamente à porta da sua residência, Filipe Toledo sabia que tinha nova oportunidade de ouro em mãos. Era só preciso dar continuidade às boas sensações evidenciadas em 2021. E assim fez, apesar de um início bem morno na perna havaiana. Chegou a este decisivo evento na mais privilegiada das posições. Líder do ranking mundial, pelo que foi o último a entrar em ação. As expectativas eram enormes, mas Toledo esteve à altura da ocasião na final com Ítalo Ferreira e puxou para si o prémio mais desejado. Aos 27 anos de idade, foi finalmente campeão do mundo, o quarto da história do surf brasileiro. Tinha chegado a hora da libertação para um competidor que desde 2015 - à exceção de 2016 - venceu sempre pelo menos uma etapa em cada temporada. 

    O vidente Gabriel Medina tinha razão. E fez questão de relembrar essa profecia nas redes sociais. "Eu falei", foi aquilo que escreveu o três vezes campeão do mundo. 

    Tudo isto representou o quarto título mundial consecutivo para o Brasil, o sexto em oito anos, se excluirmos o ano de 2020 em que não houve CT por causa da pandemia. 

    Com o CT 2022 já no bolso, será que Filipe Toledo também disse ao vice-campeão Ítalo Ferreira que para o ano era a sua vez de voltar a vencer? Pelo verificado em 2021 e a julgar que Toledo tem os mesmo poderes de Medina, isso representaria meio caminho andado para o Brasil continuar bem lá no cimo do surf mundial...

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Outras Notícias Relacionadas