Homepage

  • Vasco Ribeiro derrota Jordy Smith na estreia em Ballito
    04 julho 2022
    arrow
  • Vasco vai enfrentar João Chianca, Rio Waida e Josh Burke na próxima ronda.
  • Vasco Ribeiro teve, esta segunda-feira, uma estreia positiva no Ballito Pro, terceira etapa do circuito Challenger Series 2022. Apesar de não ter conseguido vencer a bateria em que competiu, o campeão nacional mostrou um surf sólido e foi capaz de inverter uma situação complicada para seguir firme rumo à ronda 2, deixando pelo caminho a grande estrela deste evento, o sul-africano Jordy Smith.

    Após um primeiro lay day, a ação arrancou esta segunda-feira em Ballito, com ondas pequenas e heats a um ritmo lento, naquilo que foi uma verdadeira lotaria para os surfistas presentes nos primeiros heats. Um cenário nada diferente daquele a que Ballito nos habituou nos últimos anos em que o QS por lá passou.

    Foi dessa forma que aconteceram os primeiros heats com algumas surpresas à mistura, como as eliminações dos ex-tops mundiais Alex Ribeiro e Ian Gouveia, mas também de outros nomes proeminentes deste circuito, como Kauli Vaast, Joel Vaughan, Ramzi Boukhiam ou Ian Gentil. Em sentido inverso, a melhor performance por esta altura pertencia a Deivid Silva, antigo vencedor desta prova e outro ex-top mundial.

    No heat 12 era a vez de Vasco Ribeiro entrar em cena e a bateria não poderia ter começado pior para o português. Sem se encontrar com o mar, Vasco foi relegado rapidamente para o último posto, enquanto Jordy Smith foi o que teve o arranque mais forte. Só que nos 1 minutos finais, o português soube responder da melhor forma, invertendo a situação.

    Mesmo tendo a última prioridade, Vasco Ribeiro apanhou uma direita em que conseguiu encaixar duas manobras com muito power. Foi premiado com 6,50 pontos, naquela que foi a melhor onda da bateria e que o atirou diretamente para a liderança. Até final soube gerir a prioridade e ainda juntou um 5,40, que lhe permitiu terminar o heat com 11,90 pontos, na segunda posição.

    Vasco apenas foi superado pelo jovem wildcard sul-africano Luke Thompson, que vinha de umas meias-finais na prova Pro Junior de Ballito. Thompson surpreendeu tudo e todos ao vencer o heat, com 12,04 pontos. Pelo caminho ficou o australiano Jordan Lawler (10,54) e Jordy Smith (9,37), que se despediu precocemente de uma prova em que competia em casa e onde era o único surfista do CT masculino presente.

    Até final ainda se realizaram mais quatro baterias, com destaque para o triunfo do francês Thomas Debierre, com 13,60 pontos, enquanto pelo caminho foram ficando mais ex-tops mundiais como Conner Coffin, Jesse Mendes e Michel Bourez, mas também nomes como Nolan Rapoza ou Jorgann Couzinet.

    Na próxima fase Vasco Ribeiro vai ter um heat muito exigente pela frente. O campeão nacional vai estar no quinto de 12 heats e vai dividir o lineup com o brasileiro e ex-top mundial João Chianca, com o indonésio e atual número 2 do ranking Rio Waida, que venceu a etapa de Sydney, e ainda com Josh Burke, de Barbados, que foi wildcard da etapa do CT em El Salvador.

    A ele na ronda 2 ainda se pode juntar Frederico Morais, que não competiu esta segunda-feira e que o deverá fazer amanhã. Kikas está no heat 21, numa altura em que ainda faltam disputar-se oito heats desta ronda inaugural. Frederico vai enfrentar os australianos Dylan Moffat e Chris Zaffis e ainda o brasileiro Rafael Teixeira, procurando passar a primeira ronda pela primeira vez esta temporada.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram