Homepage

  • Domínio brasileiro no arranque do Oi Rio Pro sem a bênção de Medina
    23 junho 2022
    arrow
  • Carissa Moore, com apenas 1,80 pontos, Stephanie Gilmore e Jordy Smith juntaram-se a Medina como as deceções do dia.
  • Na bandeira está a inscrição Ordem e Progresso. E nada explica melhor este dia inaugural do Oi Rio Pro. A armada brasileira dominou a ronda inaugural da oitava etapa do CT 2022, numa jornada marcada por condições mistas. As ondas começaram más e difíceis para as mulheres; cresceram para os homens; e os surfistas fizeram o resto nas rampas que foram surgindo, com alguns tubos pelo meio. Um hino ao surf progressivo, onde só Medina não participou desse domínio canarinho. Contudo, Jack Robinson tratou de substituí-lo como o super herói do dia, ao voar mais alto que toda a gente.

    A ação arrancou com a prova feminina em mais duas horas de ação pouco dignas de um Dream Tour, onde o melhor score foi da rookie havaiana Gabriela Bryan, com 11,07 pontos logo a abrir o dia. Depois, foi ver as top seeds a cair com estrondo. Com grande destaque para os 1,80 pontos de uma Carissa Moore completamente desencontrada. Stephanie Gilmore não fez muito melhor. Johanne Defay e Courtney Conlogue idem e também caíram na repescagem, onde se vão defrontar. As outras vencedoras da ronda foram Caroline Marks, Sally Fitzgibbons, com um score na casa dos 8 pontos, e ainda Tatiana Weston-Webb, que abriu as hostilidades da casa.

    Depois da pouca emoção servida no feminino, culpa das condições, o mar subiu e a emoção aumentou de nível. Muito graças ao surf progressivo apresentado pela turma canarinha. Os primeiros heats foram um verdadeiro festival de samba. Quer fossem os top seeds como Italo e Toledo, os intermédios como Yago Dora e Miguel Pupo ou o wildcard Michael Rodrigues. Todos venceram. Cinco triunfos em oito heats, onde a grande exceção foi a derrota de Gabriel Medina, num heat vencido por Connor O’Leary. Números que talvez sirvam para acalmar a “torcida” que tem andado a fazer mira ao julgamento como causa de todas as frustrações, ao melhor estilo “futeboleiro”.

    Entre estes, Italo e Toledo apresentaram-se a um bom nível, mostrando-se como grandes candidatos ao triunfo, mas até foram Pupo, com 13,83 pontos, e Dora, com o melhor score do dia (13,90), a brilharem mais alto. Pelo meio o triunfo de Jackson Baker num heat sem brasileiros e decidido na casa dos 9 pontos, em que talvez alguém mais distraído na torcida tenha achado que também nessa bateria deveria ter vencido um brasileiro.

    The last but not the least. Jack Robinson. O australiano mostrou todo o seu talento a voar e desafiou a ordem natural dos surfistas da casa, atrevendo-se a voar mais alto que todos, perante uma verdadeira multidão presente no areal em Saquarema, no famoso Maracanã do surf. Com um aéreo absurdo pontuado com 8,17 pontos, Robbo dividiu a melhor nota do dia com Toledo, sendo que apenas Kanoa Igarashi, que nem sequer saiu vencedor da bateria em que esteve, foi o outro surfista a conseguir atingir a excelência.

    Resumindo, o cenário até parecia bem pior de início, mas os artistas souberam pintar e temperar a cena, com muito sal pelo ar nesta primeira ronda e com duelos interessantes em perspetiva na repescagem, como o de Ethan Ewing e João Chianca ou de Callum Robson e Gabriel Medina. No fim, não fosse o vacilo de Medina, praticamente todos ficaram contentes, até porque a única e somente única coisa que parece interessar por estes dias no surf mundial é o Brasil ganhar. Coisa que, curiosamente, tem feito interruptamente desde 2018…

    Oi Rio Pro Presented by Corona Women’s Opening Round 1 Results: 
    HEAT 1: Gabriela Bryan (HAW) 11.07 DEF. Lakey Peterson (USA) 5.97, Brisa Hennessy (CRI) 5.74
    HEAT 2: Tatiana Weston-Webb (BRA) 10.77 DEF. Sol Aguirre (PER) 9.90, Carissa Moore (HAW) 1.80
    HEAT 3: Caroline Marks (USA) 10.67 DEF. Johanne Defay (FRA) 7.77, Courtney Conlogue (USA) 3.33
    HEAT 4: Sally Fitzgibbons (AUS) 8.24 DEF. Isabella Nichols (AUS) 7.67, Stephanie Gilmore (AUS) 6.70
     
    Oi Rio Pro Presented by Corona Women’s Elimination Round Matchups: 
    HEAT 1: Carissa Moore (HAW) vs. Sol Aguirre (PER)
    HEAT 2: Stephanie Gilmore (AUS) vs. Isabella Nichols (AUS)
    HEAT 3: Johanne Defay (FRA) vs. Courtney Conlogue (USA)
    HEAT 4: Brisa Hennessy (CRI) vs. Lakey Peterson (USA)
     
    Oi Rio Pro Presented by Corona Men’s Opening Round 1 Results: 
    HEAT 1: Italo Ferreira (BRA) 12.60 DEF. Matthew McGillivray (ZAF) 9.00, Joao Chianca (BRA) 6.30
    HEAT 2: Michael Rodrigues (BRA) 12.33 DEF. Griffin Colapinto (USA) 12.27, Jake Marshall (USA) 7.24
    HEAT 3: Jack Robinson (AUS) 13.67 DEF. Mateus Herdy (BRA) 8.50, Samuel Pupo (BRA) 7.50
    HEAT 4: Filipe Toledo (BRA) 13.77 DEF. Nat Young (USA) 11.00, Miguel Tudela (PER) 9.23
    HEAT 5: Yago Dora (BRA) 13.90 DEF. Kanoa Igarashi (JPN) 13.50, Kolohe Andino (USA) 9.83
    HEAT 6: Connor O'Leary (AUS) 10.56 DEF. Ethan Ewing (AUS) 7.47, Gabriel Medina (BRA) 6.40
    HEAT 7: Jackson Baker (AUS) 9.87 DEF. Callum Robson (AUS) 9.37, Jordy Smith (ZAF) 9.16
    HEAT 8: Miguel Pupo (BRA) 13.83 DEF. Caio Ibelli (BRA) 8.90, Jadson Andre (BRA) 7.50
     
    Oi Rio Pro Presented by Corona Men’s Elimination Round 2 Matchups: 
    HEAT 1: Griffin Colapinto (USA) vs. Miguel Tudela (PER)
    HEAT 2: Caio Ibelli (BRA) vs. Jadson Andre (BRA)
    HEAT 3: Kanoa Igarashi (JPN) vs. Mateus Herdy (BRA)
    HEAT 4: Jordy Smith (ZAF) vs. Nat Young (USA)
    HEAT 5: Ethan Ewing (AUS) vs. Joao Chianca (BRA)
    HEAT 6: Kolohe Andino (USA) vs. Samuel Pupo (BRA)
    HEAT 7: Callum Robson (AUS) vs. Gabriel Medina (BRA)
    HEAT 8: Matthew McGillivray (ZAF) vs. Jake Marshall (USA)

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram