Homepage

  • Teresa Bonvalot nas meias-finais do Sydney Surf Pro
    23 maio 2022
    arrow
  • Segue-se um embate com a havaiana Keala Tomoda-Bannert para discutir a primeira vaga na final feminina.
  • Teresa Bonvalot fez história para o surf nacional, ao apurar-se, esta segunda-feira, para as meias-finais do Sydney Surf Pro, segunda etapa do circuito Challenger Series 2022. Este é o melhor resultado obtido por um surfista português na história deste circuito que arrancou no ano passado e que serve de apuramento para o circuito mundial de surf.

    Mas a história de Teresa nas ondas de Manly Beach pode não ficar por aqui. Apurada para o dia final da etapa australiana, a campeã europeia de surf em título vai entrar na fase decisiva a ocupar um lugar virtual no top 5 do ranking e poderá melhorar ainda mais essa posição, caso continue a brilhar como tem feito até aqui.

    Desta vez, a surfista de Cascais foi das últimas a entrar em ação, com os quartos-de-final femininos a ficarem guardados para o final da jornada. Depois de um duelo havaiano em que Keala Tomoda-Bannert surpreendeu a ex-top mundial Luana Silva, foi a vez de Teresa entrar em ação, numa bateria que acabou por ser de sentido único.

    O início da disputa foi animado, mas Teresa Bonvalot fez valer a superioridade técnica em cima da prancha, perante uma adversária mais experiente e apostada em fazer a diferença com power surf. Contudo, Sarah Baum nunca se encontrou e foi vendo Teresa avolumar o resultado com mais uma prestação muito sólida e cheia de confiança.

    A meio da bateria entrou a chuva e as condições ficaram muito difíceis, mas nem por isso a portuguesa deixou de encontrar ondas para aumentar o score, terminando o heat com 13,23 pontos, contra apenas 7,70 da surfista sul-africana. Mais um triunfo para Teresa e mais um balão de confiança, numa prova em que se tem exibido a um nível altíssimo.

    Com este triunfo, Teresa Bonvalot já garantiu, pelo menos, o 3.º posto final, naquela que é a melhor prestação de um português na história recente deste circuito, superando o 5.º posto alcançado por Frederico Morais em França, no ano passado. Mas Teresa pode conseguir mais e na próxima bateria vai discutir um lugar na final frente à havaiana Keala Tomoda-Bannert.

    Na outra meia-final vão estar em ação duas australianas. De um lado a ex-top mundial Nikki van Dijk, que parte para o dia final com o favoritismo do seu lado, depois de nos quartos-de-final ter vencido um super heat frente à norte-americana Alyssa Spencer, com 16,97 pontos contra 16,33. A outra semifinalista é Sophie McCulloch, que surpreendeu a líder do ranking, Caitlin Simmers.

    Em termos de ranking, Simmers vai continuar na liderança, mas pode ver Nikki van Dijk igualá-la, caso a australiana saia vencedora deste campeonato. Já Teresa Bonvalot pode chegar até ao 3.º posto, em caso de triunfo ou se for à final e McCulloch não seja a outra finalista. Um grande começo de temporada para a surfista portuguesa, num circuito em que apenas as cinco primeiras garantem uma vaga no CT 2023.

    Heats das meias-finais femininas

    H1: Keala Tamada-Bannert (HAV) x Teresa Bonvalot (PRT)
    H2: Nikki van Dijk (AUS) x Sophie McCulloch (AUS)

    Esta segunda-feira também se disputaram os oitavos-de-final masculinos, onde a armada lusa ficou sem representação logo na ronda 2. O espetáculo foi elevado e um dos principais responsáveis foi o indonésio Rio Waida, que somou 17,80 pontos para vencer o brasileiro Michael Rodrigues por apenas 0,13 pontos, após uma disputa explosiva.

    O draw masculino ficou praticamente dividido por experiência para os quartos-de-final. Da parte de cima podemos encontrar jovens surfistas que estão a surpreender nas ondas de Manly Beach, enquanto a parte de baixo do quadro ficou reservado apenas para surfistas que vêm do cut do CT, com destaque para Deivid Silva, último brasileiro em prova, e o italiano Leo Fioravanti, último europeu em prova do lado masculino. Apenas Havai e Estados Unidos vão para o dia final com dois surfistas ainda em jogo.

    Heats dos quartos-de-final masculinos

    H1: Brodi Sale (HAV) x Rio Waida (IDN)
    H2: Jett Schilling (EUA) x Kade MaTson (EUA)
    H3: Imaikalani deVault (HAV) x Ryan Callinan (AUS)
    H4: Deivid Silva (BRA) x Leo Fioravanti (ITA)

    A chamada para o dia final em Sydney está marcada para as 21H45 em Portugal Continental, manhã de terça-feira na Austrália. A ação deve retomar nos quartos-de-final masculinos, mas pelo meio ainda há que coroar igualmente os campeões da etapa inaugural do Mundial de longboard, o que faz com que Teresa Bonvalot só deva entrar em ação a meio da madrugada portuguesa, por volta das 2 horas. 

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Outras Notícias Relacionadas