Homepage

  • Kelly Slater e o seu 'cenário de sonho' em G-Land: 'Bater John John nas meias-finais e defrontar Medina na final'
    27 maio 2022
    arrow
  • Em 1995, aquando da primeira visita do circuito mundial de surf a G-Land, Kelly Slater sagrou-se campeão dessa etapa.
  • Este sábado, dia 28 de maio, arranca o período de espera do CT de G-Land. Pela primeira vez desde 1997, a divisão máxima do surf mundial vai surfar naquela idílica onda, que está localizada na Indonésia. 

    Se em 1997 ocorreu a última visita a G-Land, o australiano Luke Egan foi o vencedor, já a estreia mundialista aconteceu dois anos antes, em 1995. Um campeonato que veio a ser conquistado por um então jovem Kelly Slater, que estava a caminho do terceiro de 11 títulos mundiais que já arrecadou.

    Quase 30 anos depois desse momento, KS prepara-se para voltar a vestir a licra de competição em G-Land. Agora,  já careca, com 50 primaveras cumpridas e o estatuto de GOAT, mas sempre com aquela ansiedade como se fosse a primeira vez que ali fosse surfar.

    "Sabe bem estar de regresso a G-Land e ver as mudanças que ocorreram neste local desde então. Não foram muitas", começou por dizer o lendário surfista norte-americano. 

    Em comunicado oficial da World Surf League (WSL), Kelly explicou porque motivo G-Land ocupa um lugar especial na história do CT. "No passado, este é o lugar em que foi concebido o conceito de 'Dream Tour' para os surfistas. Foi o primeiro evento em que fomos para um local completamente remoto à procura de ondas perfeitas. Parecia que estávamos numa surf trip ou numa aventura e de repente havia um campeonato", mencionou Slater.

    Na primeira ronda do Quiksilver Pro G-Land, o campeoníssimo surfista vai medir forças com dois australianos. Jack Robinson, vencedor da última etapa em Bells Beach, e o rookie Jackson Baker. 

    No entanto, o veterano competidor confidenciou qual seria o seu "cenário de sonho" neste campeonato indonésio. Um cenário que a concretizar-se faria totalmente jus à definição de 'Dream Tour', dado o enquadramento.

    "Não tenho a certeza quanto às previsões para esta semana, mas vai ser difícil bater um goofy ou alguém como o John John Florence. Para mim um cenário de sonho seria vencer o John John nas meias-finais e depois defrontar o Gabriel Medina na final. Veremos o que vai acontecer", concluiu Kelly Slater.

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram