Homepage

  • Big Wave Awards: Filmmakers portugueses também entre os nomeados
    26 maio 2022
    arrow
  • Só as ondas vencedoras das categorias maior onda na remada e tow-in valerão prémios para fotos.
  • A WSL revelou esta semana a lista de finalistas para os Red Bull Big Wave Awards, com a Nazaré em grande destaque, com um total de 17 nomeações entre as três categorias a concursos. Além disso, os big riders portugueses João de Macedo e Nic von Rupp também são candidatos ao título de maior onda do ano na remada. Mas nem só de ondas e surfistas se faz os prémios, com os profissionais que registam os momentos a também poderem lucrar nestes Oscares das Ondas Grandes.

    Entre os vários filmmakers nomeados há três portugueses que surgem nos finalistas e com prémio monetário já garantido. O valor vai depender do resultado final, com a onda vencedora da categoria Ride of The Year a valer 4 mil doláres a quem registou o vídeo. Esta é a categoria com maior parte dos 350 mil dólares de bolo total, inclusivamente no caso dos surfistas, com o vencedor a levar para casa 50 mil dólares.

    Nesta categoria Portugal está representado por Artur Carvalho, na onda com que Michelle des Bouillons concorre ao prémio Ride of The Year na categoria feminina. Neste caso, Artur Carvalho é o português que concorre ao prémio maior, sem sequer ter de o dividir com alguém, como acontece nas outras categorias.

    Apenas na categoria Maior Onda na Remada e Maior Onda Tow-in as fotografias são premiadas, mas apenas as vencedoras. Isto, provavelmente, porque servem de registo para medições e possíveis recordes. Nestes casos concretos, o prémio para os vencedores destas categorias é de 4500 dólares, dividindo-se em 2500 para o autor do vídeo e 2000 para o autor da foto.

    Os restantes registos, do segundo ao quinto posto, recebem apenas 500 dólares, mas somente para os autores dos vídeos. Na categoria Ride of The Year, cujas entradas são exclusivamente em vídeo, uma vez que a onda é mostrada de início ao fim, o valor duplica, com os registos que não vencem a receberem todos um prémio de 1000 dólares, independentemente da posição que ficam entre os 2.º e 5.º posto. 

    Na categoria de Maior Onda feminina na Remada surge o nome de Ben de Sá, com um registo da francesa Justine Dupont. Por fim, Jorge Leal surge também nomeado com uma onda de Michelle des Bouillons que está a concurso para a Maior Onda feminina Tow-in. São estes os três portugueses que sem surfar o Canhão da Nazaré também poderão sair bem premiados destes Big Wave Awards 2022.

    Registo para o facto de os fotógrafos terem entrado praticamente no esquecimento da WSL. É certo que as ondas vencedoras acabam por premiar também as fotografias, como aconteceu em 2021 com o próprio Jorge Leal, autor da imagem da onda de Sebastian Steudtner, que valeu o novo recorde mundial do Guinness ao alemão para a Maior Onda já surfada. Contudo, ao contrário do passado, os nomes dos fotógrafos já não surgem aquando das nomeações –não estão visíveis nem foram anunciados a qualquer momento -, sendo conhecido apenas o do vencedor à posteriori.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram