Homepage

  • Trials em Bells Beach definiram últimos wildcards
    07 abril 2022
    arrow
  • Jovem norte-americano vai enfrentar a elite mundial pela segunda vez na carreira.
  • Disputaram-se esta quinta-feira em Bells Beach os Victorian Rip Curl Trials 2022, prova que juntou uma grande quantidade de surfistas locais para discutir as duas últimas vagas no Rip Curl Pro Bells Beach, a quarta etapa do CT 2022, cujo período de espera começa já no domingo. Os triunfos sorriram ao jovem australiano Tully Wylie e à promessa norte-americana Alyssa Spencer, que se juntam, assim, à elite mundial no quadro principal em Bells.

    Do lado masculino estiveram em prova 18 surfistas, todos eles locais. Com o grande favoritismo a recair em Xavier Huxtable, a verdade é que na final Wylie levou a melhor, depois de somar 13,06 pontos, contra 10,80 de Huxtable, 8,84 de Bohdie Williams e ainda 8,60 de Lewy Oates.

    Com este triunfo Tully Wylie garantiu a estreia em provas do CT, ele que terminou a mais recente temporada do QS regional da Austrália e Oceânia no 25.º posto do ranking, não apresentando qualquer resultado expressivo ao longo da carreira no QS e também no Pro Júnior. Na ronda inaugural em Bells, Wylie vai enfrentar o líder mundial Kanoa Igarashi e também o rookie peruano Lucca Mesinas Mesinas.

    Na prova feminina o formato foi ligeiramente diferente, uma vez que além de 16 surfistas locais a Rip Curl convidou ainda quatro das surfistas do seu team, que tiveram entrada direta para as meias-finais. Falamos da norte-americana Alyssa Spencer, da japonesa Amuro Tsuzuki e ainda das australianas Kobe Enright e Ellie Harrison.

    Nas rondas iniciais o destaque foi para a prestação da ex-top mundial Nikki van Dijk, que dominou a ação. Contudo, nas meias-finais nenhuma das surfistas locais conseguiu fazer frente às convidadas, com a final a ser composta por esses quatro nomes. A viver um grande momento na carreira, Spencer foi até Bells carimbar o wildcard, depois de somar 14,33 pontos no heat decisivo, deixando Kobie Enright (14,07) no segundo posto, Ellie Harrison (13,70) no terceiro posto e ainda Amuro Tsuzuki (10,40) no quarto lugar.

    Esta será a segunda experiência de Spencer no CT, depois de no ano passado ter entrado na etapa do Surf Ranch, onde terminou no 9.º lugar. Acabada de se sagrar campeã regional norte-americana, Alyssa Spencer vai ter aqui um bom teste para as Challenger Series que arrancam em maio e onde é, muito provavelmente, a candidata número um a ter uma das vagas para o CT feminino de 2023.

    A jovem surfista, de 19 anos, vai ter uma prova de fogo na estreia em Bells, uma vez que vai estar inserida no heat 3, na companhia da campeã mundial e olímpica Carissa Moore. A australiana Isabella Nichols é a outra surfista presente neste heat, sendo que as duas primeiras avançam diretamente para os oitavos-de-final.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram