Homepage

  • Frederico Morais: 'É frustrante quando nos tiram a oportunidade de vencer'
    29 abril 2022
    arrow
  • O único surfista português que atualmente pontifica no CT não escondeu o descontentamento com o critério de julgamento aplicado no seu heat diante de Griffin Colapinto e do australiano Jack Robinson.
  • Frederico Morais é um dos 12 surfistas que vai ter de passar pela ronda de repescagens do Margaret River Pro, a quinta etapa do Championship Tour de 2022 e a última antes do famigerado cut. 

    Kikas caiu para a repescagem, onde vai defrontar o brasileiro Miguel Pupo e o 'aussie' Jacob Willcox, depois de uma entrada neste decisivo CT que deixou o surfista português pouco agradado, fundamentalmente com o critério de julgamento aplicado pelo painel de juízes no heat em que mediu forças com o norte-americano Griffin Colapinto e o australiano Jack Robinson. 

    Nos instantes finais daquela que foi a última bateria do dia, 'Robo' fez uma onda que valeu 6,07 pts e que contou com uns pozinhos caseiros. Assim, Frederico precisava de 5,50 pontos para saltar para a segunda posição, que daria a qualificação direta para a ronda 3. No última onda que surfou, Morais foi brindado com uma nota de 5,40 pontos. Contas feitas, o competidor luso ficou a uns magros 0,4 pontos do segundo posto, que ficou precisamente na posse de Robinson.

    Agastado com os critérios de julgamento aplicados no heat, Frederico Morais não escondeu o descontentamento através da sua conta oficial na rede social Instagram. "Quando um adversário ganha porque foi realmente melhor… eu aceito e mãos à obra, mas quando não é o caso e nos tiram a oportunidade de vencer, é frustrante", escreveu o surfista de 30 anos.

    Apesar de mais uma contrariedade, numa época que tem sido tudo menos fácil para o top 10 mundial em 2021, o pupilo de Richard 'Dog' Marsh recusa baixar os braços, como é seu timbre. "Amanhã continuamos na luta que aqui não se desiste", assegura. 

    Tudo isto acontece no Oeste da Austrália, numa altura em que o competidor português luta com todas as suas forças para escapar ao cut e com isso manter-se no Dream Tour não só no que resta de 2022, mas também em 2023. Para alcançar esse importantíssimo objetivo e dado o atual panorama, Frederico Morais vai precisar de um resultado bem forte nas ondas de Margaret River. 

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Outras Notícias Relacionadas