Homepage

  • Frederico Morais termina no 7.º posto em Newcastle
    03 abril 2022
    arrow
  • Australianos Jackson Baker e Macy Callaghan foram os vencedores.
  • Frederico Morais conquistou este domingo o 7.º posto no QS5000 de Newcastle, prova a contar para o QS Austrália/Oceânia. O surfista português chegou até às meias-finais, naquela que foi uma prova que serviu para ganhar ritmo para a perna australiana do CT, que começa a 10 de Abril, em Bells Beach. Na prova feminina Concha Balsemão terminou no 17.º posto.

    Após três lay days consecutivos, a organização do campeonato viu-se forçada a abdicar das rondas man-on-man para conseguir terminar o evento neste que era o último dia do período de espera. As ondas não colaboraram, mas a ação foi avançando, com Frederico Morais a conseguir colocar-se nas rondas finais.

    No primeiro heat do dia, ainda na ronda 3, Kikas conseguiu um score de 10,83 pontos, sobretudo graças a uma onda de 7,33, que lhe garantiu o triunfo, numa disputa em que Ben Spence foi segundo, com Duke Wrencher e Kyuss King, vice-líder do ranking regional australiano, a ficarem pelo caminho.

    Nos quartos-de-final Frederico repetiu a receita e somou novo triunfo, desta vez com 12,33 pontos, deixando o neozelandês Billy Stairmand no 2.º posto, com os australianos Tully Wylie e Samson Coulter a ficarem pelo caminho. O surfista português conseguia chegar, assim, às meias-finais, onde também estavam os outros três tops mundiais em prova: Jackson Baker, Ryan Callinan e Leo Fioravanti.

    Contudo, nas meias-finais o mar acabou por não ajudar Frederico Morais, que apanhou a primeira e única onda a apenas cinco minutos do final da bateria. Apesar de se ter mantido na disputa pela passagem à final até aos últimos segundos, Kikas acabou por não conseguir uma segunda onda, terminando a prestação no 4.º posto da bateria, com 4,70 pontos, enquanto Jackson Baker e Billy Stairmand seguiram em frente.

    Apesar de ter falhado a final, KIkas conseguiu o seu melhor resultado de sempre no QS de Newcastle, ao terminar no 7.º posto final. Um resultado que serve para dar motivação para a próxima etapa do CT, quando faltam apenas duas para o cut de meio da temporada.

    A prova masculina acabou por ser vencida por Jackson Baker, que deixou o veterano Nathan Hedge, antigo top mundial, na segunda posição, Ryan Callinan na terceira e ainda Billy Stairmand na quarta posição. Um desfecho que manteve Joel Vaughan na liderança do ranking australiano.

    Já na prova feminina a portuguesa Concha Balsemão também esteve em ação no dia final, acabando por ser eliminada na ronda 2. A surfista algarvia foi superada pelas australianas Freya Prumm e Sage Goldsbury, ficando ainda à frente de Jesse Starling e falhando a passagem à próxima fase por apenas 1,63 pontos. A jovem surfista algarvia despediu-se, assim, de Newcastle no 17.º posto.

    A prova feminina foi vencida pela ex-top mundial Macy Callaghan, que deixou a sul-africana Sarah Baum na segunda posição, a neozelandesa Paige Hareb na terceira posição e ainda a australiana Holly Williams na quarta posição. Com este triunfo, Callaghan assumiu a liderança do ranking regional australiano, estando já qualificada para as Challenger Series 2022.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram