Homepage

  • Perfume feminino e show de Italo no onshore de Supertubos
    03 março 2022
    arrow
  • Sally Fitzgibbons protagonizou a melhor performance feminina do dia, com os oitavos-de-final já decididos.
  • As previsões já mostravam que esta quinta-feira as ondas não iam estar à altura do nome com que foi batizada a Praia do Medão, em Peniche. Tubos, nem Super nem pequenos. Mas, ainda assim, a ação teve início ao início da tarde no MEO Pro Portugal. Mulheres, primeiro. Como já dizia o ditada. Ou também como é recorrente sempre que as condições não são tão perfeitas. As melhores surfistas do planeta deram beleza a um dia que começou bem escuro em Supertubos e emprestaram todo o seu nível nas paredes e nas pesadas junções que lhe surgiram pela frente.

    Ao fim do dia entrou a prova masculina para uma amostra daquilo que os tops mundiais fazem quando o onshore surge pela frente. Voam bem alto. E ninguém voou mais alto do que o showman Italo Ferreira. Foram apenas quatro heats que serviram de amostra para abrir o apetite e também para atirarem surfistas menos conectados com o mar para a repescagem. Que o digam Kelly Slater ou Vasco Ribeiro, o único dos três portugueses a entrar em ação no dia de hoje. Uma jornada em que as manobras power substituíram os tubos, com os aéreos ainda a aparecerem para a festa já com o sol a pôr-se.

    Foi após três chamadas que, ao meio-dia, a ação arrancou. Para começo de festa, Courtney Conlogue, Johanne Defay e a rookie Bettylou Sakura Johnson deram sinais daquilo que iria pautar a ação durante o dia inaugural da etapa portuguesa do CT. O power e a experiência foi fazendo a diferença em ondas que permitiam encaixar pouco mais que duas manobras seguidas. Contudo, bastava uma manobra forte numa junção para se conseguir algo mais que o razoável. Depois de duas etapas com muitas surpresas à mistura, as condições em Portugal acabaram por ajudar as favoritas a retomarem a ordem natural dos acontecimentos, com todas as licras vermelhas (top seeds) a seguirem diretamente para a ronda 2.

    Conlogue venceu o primeiro heat, seguindo-se um triunfo da australiana Isabella Nichols no heat em que estava a surpreendente líder do ranking, Brisa Hennessy. Ainda assim, a surfista costarriquenha conseguiu estar à altura do estatuto, avançando na segunda posição. A primeira defesa à liderança mundial está feita, mesmo que perca seeding para a ronda 3, em virtude de não ter vencido a bateria. O mesmo não aconteceu à campeã mundial e olímpica Carissa Moore, que venceu o super heat frente a Stephanie Gilmore e à wildcard Tia Blanco. A havaia começou logo ali a elevar o nível, com um score de 14,00, e segurou a liderança do seeding rumo aos oitavos-de-final.

    Mas o melhor estava guardado para a segunda metade da ronda. Primeiro com a rookie Molly Picklum, que chegou fora de horas ao CT, depois de desistência de Caitlin Simmers. Picklum mostrou-se muito à vontade nas secções mais pesadas de Supertubos e protagonizou a melhor onda feminina do dia e a única a entrar na casa da excelência, com 8,33 pontos. Com 15,50 pontos, a jovem australiana deixou a vice-campeã mundial Tatiana Weston-Webb no 2.º posto. Melhor só Sally Fitzgibbons, que com 15,56 fez o melhor score do dia. Pelo meio, a havaiana Luana Silva venceu uma bateria em que Tyler Wright acabou atirada para a repescagem, naquela que terá sido a maior surpresa desta ronda inaugural.

    A ação prosseguiu com a ronda de repescagem, onde aconteceram as primeiras duas eliminações do MEO Pro Portugal. E aqui também a lei do mais forte se fez sentir. A norte-americana Tia Blanco, convidada pela Rip Curl e com o triunfo no reality show The Ultimate Surfer como maior trunfo recente do currículo, comprovou estar a uma grande distância da coocorrência, num heat em que Tyler Wright emendou a derrota inicial e onde a rookie India Robinson também se esquivou à eliminação. A outra surfista que já disse adeus foi Bettylou Sakura Johnson, que tantas expectativas tem deixado no ar aos fãs do surf. A rookie havaiana não encontrou power para contrariar as adversidades e foi eliminada por Gabriela Bryan e Bronte MaCaulay.

    Foi desta forma que ficaram já definidos os heats dos oitavos-de-final femininos, onde 16 surfistas vão começar a disputar em baterias woman-on-woman a vitória em Supertubos. No horizonte há já grandes duelos marcados, com destaque para o heat 2 entre as australianas Sally Fitzgibbons e Stephanie Gilmore ou o heat 6 entre Tyler Wright e Gabriela Bryan. Carissa Moore vai ter pela frente a suplente Bronte MaCaulay, enquanto Brisa Hennessy vai defender a liderança do ranking num heat em que medirá forças com a experientíssima Courtney Conlogue.

    Depois de uma jornada marcada pelo perfume do surf feminino, que foi ao encontro da campanha da WSL para o dia Internacional da Mulher, os fãs presentes na praia ainda tiveram direito a surf no masculino. Apenas quatro dos 12 heats da ronda inaugural. O que pode significar que, caso as condições melhorem para amanhã, onde é previsto o aumento da ondulação e a entrada de vento offshore, dois terços dos surfistas, ou seja, 24 deles, podem ter oportunidades bem superiores em termos de qualidade. Decisão certamente justificada perante a entrada de uma tempestade na próxima semana, que promete vento forte e ondulação de 6(!) metros. Contudo, por alguma razão estes são os melhores surfistas do Mundo. E ninguém melhor que eles consegue transformar o medíocre em ouro.

    Foi essa a receita de Italo Ferreira, que tem uma relação umbilical com o onshore de Supertubos. No último heat do dia, o campeão olímpico fez o melhor score do dia, com 16,17 pontos, e também o melhor momento desta jornada inaugural com um aéreo gigante que lhe rendeu 8,50 pontos. Nesse mesmo heat houve uma luta à parte pela qualificação entre Jadson Andre e Vasco Ribeiro, obviamente ofuscada pela performance de Italo. Num mar que até apelava ao surf power que tanto lhe é característico, o surfista português acabou por perder ao sprint com o veterano top mundial, numa diferença de apenas 0,30 pontos.

    Antes disso houve mais episódios marcantes. Como um Kelly Slater desencontrado com o mar e completamente derrotado pelo surf progressivo da nova geração. Os rookies Samuel Pupo e Iamaikalani deVault foram outros dos dois protagonistas do dia, acabando por atirar o 11 vezes campeão mundial para a repescagem, juntando-se a Vasco Ribeiro. Numa ronda com apenas quatro heats e 12 surfistas, apenas quatro deles ficam pelo caminho. Mas essa imagem é algo que ninguém ter do 11 vezes campeão mundial, que, aos 50 anos, tenta continuar a prosseguir o sonho de mais um título.

    Os outros dois nomes que também já estão nessa repescagem são os do peruano Lucca Mesinas, que perdeu a disputa com Owen Wright e Seth Moniz, e do norte-americano Jake Marshall, que foi superado por Jordy Smith e Jackson Baker. Baker, que é rookie, foi, assim, o vencedor do primeiro heat masculina em Supertubos e mostrou o caminho a percorrer neste tipo de condições quando o ar não é uma opção. Com um surf muito power, o surfista australiano lançou litros de água pelo ar, onde se parecia ver escrito que ou as condições melhoram ou ainda teremos surfistas à sua medida a causar grandes surpresas em Peniche.

    A assistir de fora ficaram os outros dois portugueses, Frederico Morais e Afonso Antunes. Eles que vão entrar em ação amanhã. Tal como Filipe Toledo, Kanoa Igarashi, John John Florence ou o wildcard havaiano transformado em número um mundial Barron Mamiya. Algo que é praticamente garantido, a partir do momento em que hoje houve prova. Esperemos que amanhã as condições surpreendam pela positiva e que Supertubos possa exibir ao Mundo o potencial que lhe deu nome. As dúvidas vão dissipar-se a partir das 7H20. Hora marcada para a chamada do segundo dia do MEO Pro Portugal.

    MEO Pro Portugal Presented by Rip Curl Women’s Opening Round Results:
    Heat 1: Courtney Conlogue (USA) 13.46 DEF. Johanne Defay (FRA) 12.20, Bettylou Sakura Johnson (HAW) 10.37
    Heat 2: Isabella Nichols (AUS) 12.50 DEF. Brisa Hennessy (CRI) 10.47, Bronte Macaulay (AUS) 7.03
    Heat 3: Carissa Moore (HAW) 14.00 DEF. Stephanie Gilmore (AUS) 12.20, Tia Blanco (USA) 7.27
    Heat 4: Molly Picklum (AUS) 15.50 DEF. Tatiana Weston-Webb (BRA) 10.10, Gabriela Bryan (HAW) 9.10
    Heat 5: Luana Silva (HAW) 11.83 DEF. Malia Manuel (HAW) 9.73, Tyler Wright (AUS) 9.50 
    Heat 6: Sally Fitzgibbons (AUS) 15.56 DEF. Lakey Peterson (USA) 13.13, India Robinson (AUS) 8.93

    MEO Pro Portugal Presented by Rip Curl Women’s Elimination Round Results:
    Heat 1: Tyler Wright (AUS) 11.16 DEF. India Robinson (AUS) 10.00, Tia Blanco (USA) 5.27
    Heat 2: Gabriela Bryan (HAW) 12.33 DEF. Bronte Macaulay (AUS) 11.07, Bettylou Sakura Johnson (HAW) 9.56

    MEO Pro Portugal Presented by Rip Curl Women’s Round of 16 Matchups:
    Heat 1: Johanne Defay (FRA) vs. Molly Picklum (AUS) 
    Heat 2: Sally Fitzgibbons (AUS) vs. Stephanie Gilmore (AUS)
    Heat 3: Brisa Hennessy (CRI) vs. Courtney Conlogue (USA) 
    Heat 4: Lakey Peterson (USA) vs. Isabella Nichols (AUS) 
    Heat 5: Carissa Moore (HAW) vs. Bronte Macaulay (AUS)
    Heat 6: Tyler Wright (AUS) vs. Gabriela Bryan (HAW) 
    Heat 7: Tatiana Weston-Webb (BRA) vs. Luana Silva (HAW)
    Heat 8: Malia Manuel (HAW) vs. India Robinson (AUS) 

    MEO Pro Portugal Presented by Rip Curl Men’s Opening Round Results (H1-4):
    Heat 1: Jackson Baker (AUS) 11.70 DEF. Jordy Smith (ZAF) 11.10, Jake Marshall (USA) 6.00 
    Heat 2: Samuel Pupo (BRA) 14.60 DEF. Imaikalani Devault (HAW) 13.73, Kelly Slater (USA) 9.90
    Heat 3: Owen Wright (AUS) 12.36 DEF. Seth Moniz (HAW) 9.66, Lucca Mesinas (PER) 9.43
    Heat 4: Italo Ferreira (BRA) 16.17 DEF. Jadson Andre (BRA) 9.47, Vasco Ribeiro (PRT) 9.17

    Remaining MEO Pro Portugal Presented by Rip Curl Men’s Opening Round Matchups (H5-12):
    Heat 5: Filipe Toledo (BRA), Connor O'Leary (AUS), Justin Becret (FRA) 
    Heat 6: Kanoa Igarashi (JPN), Callum Robson (AUS), Afonso Antunes (PRT) 
    Heat 7: Conner Coffin (USA), Frederico Morais (PRT), Caio Ibelli (BRA) 
    Heat 8: John John Florence (HAW), Ezekiel Lau (HAW), Matthew McGillivray (ZAF) 
    Heat 9: Ethan Ewing (AUS), Deivid Silva (BRA), Barron Mamiya (HAW) 
    Heat 10: Jack Robinson (AUS), Leonardo Fioravanti (ITA), Joao Chianca (BRA) 
    Heat 11: Morgan Cibilic (AUS), Miguel Pupo (BRA), Ryan Callinan (AUS)
    Heat 12: Griffin Colapinto (USA), Kolohe Andino (USA), Nat Young (USA) 

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Outras Notícias Relacionadas