Homepage

  • Valha-nos João João e João!
    04 março 2022
    arrow
  • Frederico Morais é o único português em prova na ronda 3, onde vai enfrentar o havaiano Zeke Lau.
  • As previsões eram prometedoras e anteviam algo bem diferente do que se viu no dia de ontem. De facto, o mar subiu, o offshore chegou a soprar e houve alguns tubos. Ainda assim, Supertubos mostrou mais uma vez a sua face imprevisível, com condições difíceis o retomar da ronda inaugural masculina. Difíceis, mas só para os humanos. Como Afonso Antunes e Vasco Ribeiro, que acabaram eliminados, e para tantos outros tops mundiais. Depois há John John Florence, que esteve a competir numa outra realidade paralela.

    O havaiano mostrou por que razão é um dos maiores especialistas em tubos, senão o melhor, dando uma verdadeira lição à concorrência. John John conseguiu a melhor pontuação e a melhor onda da prova até ao momento e ajudou, sem qualquer dúvida, a salvar o dia. Ele e o homónimo brasileiro e grande sensação entre os rookies neste arranque de temporada, João Chianca, que também deu espetáculo na ronda inaugural. Mais tarde, surgiram Kelly Slater e Kolohe Andino a darem um ar da sua graça para sacudirem a pressão da repescagem. Contudo, hoje foi mesmo dia de São João por Peniche.

    A ação arrancou bem cedo esta sexta-feira, logo pelas 7H30, mas parou tão depressa como começou. Após dois heats em condições bem complicadas e pontuações baixas, a organização decidiu parar o evento por algumas horas. Isto depois de Filipe Toledo ter vencido a primeira disputa com uns incríveis (não!) 8,20 pontos, e de Kanoa Igarashi ter conseguido amealhar 9,33 para vencer uma bateria em que Afonso Antunes ficou a zeros. O jovem português saiu mesmo em lágrimas da água, depois de uma estreia frustrante no CT.

    Três horas depois as condições pareciam ter melhorado um pouco e a ação regressou às 12H30. Com Frederico Morais logo no menu. A estreia de Kikas não foi, de todo, espetacular, mas com tantas dificuldades para todos, valeu pela alegria de uma reviravolta no final, à boleia de uma onda de 5,23 pontos. Um duelo bem equilibrado com Caio Ibelli e Conner Coffin, em que o brasileiro saiu vitorioso e a somar mais pontos na sua grande caminhada de regresso ao CT, mesmo sem fazer parte da elite mundial, enquanto o norte-americano foi atirado por Frederico para a repescagem.

    Na bateria seguinte tivemos o apogeu da ação. Não percebemos ainda se foi o mar que melhorou ou se tudo se deve à qualidade do intérprete, mas a verdade é que John John Florence não demorou muito tempo a fazer algo que só ele conseguiu: entubar com classe e com direito a notas de excelência. Primeiro uma nota de 9,07 pontos. Melhor onda do dia, sem espinhas. No final, para fechar a festa em beleza, 8,50 pontos, com a segunda melhor onda do dia. Um triunfo muito sólido, com 17,57 pontos, numa bateria em que Zeke Lau até esteve num plano positivo, com 13,50 pontos, mas que nem isso o safou da combinação. O que dizer, então, de Matthew McGillivray, que se ficou pelos 6,14 pontos.

    Embora a performance de Florence tenha sido algo à margem de tudo o resto que aconteceu ao longo do segundo dia, o período que se seguiu foi dos menos negativos da jornada em Supertubos. No heat 9, apesar de Deivid Silva ter ficado quase a zeros, Ethan Ewing e Barron Mamiya estiveram q.b., com o australiano a vencer por 0,10 pontos, mas com o havaiano e surpreendente líder mundial a também superar mais uma barreira na sua epopeia de sonho neste arranque de temporada. E de seguida foi a vez de João Chianca mostrar que, apesar de rookie, é já dos mais atirados tube riders do circuito. O segundo João deste guião deu show, repetiu as excelentes indicações deixadas em Pipeline e voltou a superar um especialista como Jack Robinson. Fim de festa na ronda inaugural.

    Os dois últimos heats desta fase viram Miguel Pupo e Griffin Colapinto saírem vencedores, mas sem grande brilhantismo. Contas feitas, dos oito heats realizados no dia de hoje da primeira ronda, em metade os vencedores não chegaram sequer a um score com dois dígitos. Algo que aconteceu em mais um dos quatro heats da repescagem, mais ao final da tarde. Precisamente o heat em que Vasco Ribeiro não conseguiu melhor que 4,20 pontos, perdendo a disputa para Conner Coffin (6,70) e para o rookie peruano Lucca Mesinas (6,77).

    Antes disso, no primeiro heat das repescagens, já Afonso Antunes sido eliminado num heat que serviu um pouco para redenção de Kelly Slater a caminho da próxima fase. O 11 vezes campeão mundial encontrou a saída do túnel em duas ocasiões e acabou por dar mais brilho ao final de tarde, com 13,10 pontos, contra os 9,17 de Connor O’Leary e os 2 de Afonso, que mesmo eliminado acabou por cumprir o sonho de surfar lado a lado com Slater. Nos outros dois heats Kolonhe Andino, com 14,60 pontos, e Ryan Callinan, com 12,87 pontos, foram os vencedores, com a “fava” da eliminação a calhar ao sul-africano Matthew McGillivray e ao brasileiro Deivid Silva.  

    Agora, quando a prova regressar à água há já duelos entusiasmantes pela frente. No heat 3 Jordy Smith enfrenta o licra amarela Barron Mamiya, enquanto no heat 5 Filipe Toledo defronta Owen Wright. Por sua vez, John John Florence mede forças com Ryan Callinan, enquanto a ronda fecha com o duelo entre Kelly Slater e Caio Ibelli. Destaque ainda para o heat 2, que será disputado entre os irmãos Miguel e Samuel Pupo. Já Frederico Morais, o último resistente entre os portugueses, vai estar no heat 10, onde terá pela frente o havaiano e Ultimate Surfer Zeke Lau, que é sempre uma séria ameaça neste tipo de condições.

    Resta agora perceber com que feitio irá acordar este sábado Supertubos. Apesar da muito elogiada mudança de Outubro para Março e das promessas de boas ondas a caminhos, a verdade é que as condições não têm sido nada fáceis, nem para surfistas, nem para organização gerir. O swell vai continuar amanhã e domingo, mas o vento pode não colaborar já amanhã, podendo ser melhor no dia seguinte. É esperar para ver. Percebendo-se que poderá haver ação a conta-gotas nos próximos dias. Já dizia o slogan da WSL: You can’t script this!

    Remaining MEO Pro Portugal Presented by Rip Curl Men’s Opening Round Results:
    HEAT 5: Filipe Toledo (BRA) 8.20 DEF. Justin Becret (FRA) 6.23, Connor O'Leary (AUS) 5.93
    HEAT 6: Kanoa Igarashi (JPN) 9.33 DEF. Callum Robson (AUS) 8.84, Afonso Antunes (PRT)
    HEAT 7: Caio Ibelli (BRA) 8.20 DEF. Frederico Morais (PRT) 7.73, Conner Coffin (USA) 7.67
    HEAT 8: John John Florence (HAW) 17.57 DEF. Ezekiel Lau (HAW) 13.50, Matthew McGillivray (ZAF) 6.14
    HEAT 9: Ethan Ewing (AUS) 12.27 DEF. Barron Mamiya (HAW) 12.17, Deivid Silva (BRA) 0.67
    HEAT 10: Joao Chianca (BRA) 14.17 DEF. Jack Robinson (AUS) 11.60, Leonardo Fioravanti (ITA) 9.06
    HEAT 11: Miguel Pupo (BRA) 7.67 DEF. Morgan Cibilic (AUS) 7.17, Ryan Callinan (AUS) 5.40
    HEAT 12: Griffin Colapinto (USA) 11.67 DEF. Nat Young (USA) 11.20, Kolohe Andino (USA) 9.67

    MEO Pro Portugal Presented by Rip Curl Men’s Elimination Round Results:
    HEAT 1: Kelly Slater (USA) 13.10 DEF. Connor O'Leary (AUS) 9.17, Afonso Antunes (PRT) 2.00
    HEAT 2: Lucca Mesinas (PER) 6.77 DEF. Conner Coffin (USA) 6.70, Vasco Ribeiro (PRT) 4.20
    HEAT 3: Kolohe Andino (USA) 14.60 DEF. Jake Marshall (USA) 7.57, Matthew McGillivray (ZAF) 5.90
    HEAT 4: Ryan Callinan (AUS) 12.87 DEF. Leonardo Fioravanti (ITA) 12.73, Deivid Silva (BRA) 7.43

    Upcoming MEO Pro Portugal Presented by Rip Curl Men’s Round of 32 Matchups:
    HEAT 1: Italo Ferreira (BRA) vs. Imaikalani deVault (HAW)
    HEAT 2: Miguel Pupo (BRA) vs. Samuel Pupo (BRA)
    HEAT 3: Jordy Smith (ZAF) vs. Barron Mamiya (HAW)
    HEAT 4: Morgan Cibilic (AUS) vs. Connor O'Leary (AUS)
    HEAT 5: Filipe Toledo (BRA) vs. Owen Wright (AUS)
    HEAT 6: Leonardo Fioravanti (ITA) vs. Jake Marshall (USA)
    HEAT 7: Conner Coffin (USA) vs. Joao Chianca (BRA)
    HEAT 8: Jack Robinson (AUS) vs. Callum Robson (AUS)
    HEAT 9: Kanoa Igarashi (JPN) vs. Justin Becret (FRA)
    HEAT 10: Ezekiel Lau (HAW) vs. Frederico Morais (PRT)
    HEAT 11: Ethan Ewing (AUS) vs. Nat Young (USA)
    HEAT 12: John John Florence (HAW) vs. Ryan Callinan (AUS)
    HEAT 13: Seth Moniz (HAW) vs. Jackson Baker (AUS)
    HEAT 14: Kolohe Andino (USA) vs. Lucca Mesinas (PER)
    HEAT 15: Griffin Colapinto (USA) vs. Jadson Andre (BRA)
    HEAT 16: Kelly Slater (USA) vs. Caio Ibelli (BRA)

    Upcoming MEO Pro Portugal Presented by Rip Curl Women’s Round of 16 Matchups:
    Heat 1: Johanne Defay (FRA) vs. Molly Picklum (AUS) 
    Heat 2: Sally Fitzgibbons (AUS) vs. Stephanie Gilmore (AUS)
    Heat 3: Brisa Hennessy (CRI) vs. Courtney Conlogue (USA) 
    Heat 4: Lakey Peterson (USA) vs. Isabella Nichols (AUS) 
    Heat 5: Carissa Moore (HAW) vs. Bronte Macaulay (AUS)
    Heat 6: Tyler Wright (AUS) vs. Gabriela Bryan (HAW) 
    Heat 7: Tatiana Weston-Webb (BRA) vs. Luana Silva (HAW) 
    Heat 8: Malia Manuel (HAW) vs. India Robinson (AUS)

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram