Homepage

  • Kikas inscrito no QS de Newcastle como preparação para o CT
    17 março 2022
    arrow
  • Português é um dos quatro tops mundiais presentes na lista de inscritos.
  • Frederico Morais está determinado em preparar-se ao máximo para a decisiva perna australiana do CT, onde tem como objetivo ficar dentro do cut que a meio da temporada vai cortar alguns surfistas da elite mundial, deixando apenas os 22 melhores do ranking para a segunda metade da temporada. Prova disso é o facto de estar inscrito no QS5000 de Newcastle, que antecede, precisamente, as duas etapas australianas do CT que fecham a primeira metade da temporada.

    É com alguma surpresa que o nome do surfista português surge no topo da lista de inscritos que foi anunciada esta quinta-feira. Mas Frederico não está sozinho, pois há mais três tops mundiais inscritos, sendo que dois deles são colegas de treino de Kikas, o australiano Ryan Callinan e o italiano Leo Fioravanti. Algo que aponta para uma decisão com o dedo do técnico Richard “Dog” Marsh. O quarto surfista é o australiano Jackson Baker.  

    Os quatro tops mundiais, todos em zona complicada do ranking e à procura da qualificação no cut de meo da temporada, juntam-se, assim, aos melhores surfistas regionais da Oceânia, naquela que será a penúltima etapa do circuito regional e que se disputará de 29 de Março a 3 de Abril. Poucos dias antes do arranque da perna australiana do CT, que acontece a 10 de Abril em Bells Beach.

    Entre os adversários dos tops mundiais juntam-se nomes bem conhecidos do surf australiano e também do neozelandês. Os ex-tops mundiais Julian Wilson, Matt Banting, Stu Kennedy e Nathan Hedge são alguns dos cabeças de cartaz, assim como as estrelas da nova geração australiana, como Reef Heazlewood, Jacob Willcox, Kalani Ball, Kyuss King, Sheldon Simkus, entre tantos outros.

    Dessa forma, Frederico Morais deverá estar prestes a partir para a aventura australiana, regressando a um local onde competiu ao longo dos últimos anos, com destaque para a temporada passada, onde Newcastle fez, excecionalmente, parte do calendário do CT. Nessa etapa Kikas terminou no 9.º posto, depois de ser travado por Gabriel Medina. Curiosamente, em termos de circuito QS, o surfista português nunca conseguiu melhor que o 17.º posto em Newcastle, onde se estreou em 2010. Algo que conseguiu em 2017.

    Atualmente no 23.º posto do ranking mundial e apenas um lugar abaixo do cut, Frederico parte para a perna australiana à procura de um bom resultado nas duas etapas em disputa (Bells Beach e Margaret River) para se manter na elite mundial, não só na segunda metade da temporada, mas também para 2023. Depois de ter sido eliminado na ronda 3 em ambas as etapas havaianas e de ter caído nos oitavos-de-final em Peniche, as próximas duas etapas serão decisivas para o surfista português.

    Destaque ainda para o facto de na prova feminina em Newcastle Portugal também estar representado. A jovem algarvia Concha Balsemão está inscrita nesta prova, ela que tem corrido o QS australiano, por se encontrar radicada naquele país.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Outras Notícias Relacionadas