Homepage

  • Filho de Peter Mel vence primeiro QS de 2022 e super Alyssa Spencer faz o tri
    31 janeiro 2022
    arrow
  • Juventude deu mais um sinal da sua afirmação no surf norte-americano.
  • Enquanto todos os olhares do surf mundial se centram em Pipeline e na etapa inaugural do CT 2022, em Pismo Beach, na Califórnia, teve lugar o primeiro QS de 2022. Uma prova a contar para o QS regional norte-americano, onde a forte nova geração norte-americana deu mais uma prova cabal do seu valor, dominando o evento do início ao fim. Os triunfos sorriram a Alyssa Spencer na prova feminina e a John Mel, filho de Peter Mel, do lado masculino.

    Este foi o segundo triunfo da carreira de John Mel no QS, depois de já o ter feito em 2019 num QS em Puerto Escondido, mas foi o primeiro conseguido no seu país, ele que é californiano, natural de Santa Cruz. Uma vitória que permitiu ao jovem surfista de 22 anos ascender à vice-liderança do ranking norte-americano após duas etapas, onde Taro Watanabe continua líder, mas ficando bem lançado para a qualificação para as Challenger Series de 2022.

    No SLO CAL Open at Pismo Beach presented by French Hospital Medical Center, Mel acabou por superar uma forte concorrência, começando a fase man-on-man, nos quartos-de-final, a bater o mais experiente Evan Geiselman. Nas meias-finais superou o jovem promissor Taj Lindbald e, por fim, na grande final, venceu Levi Slawson, com 11,50 pontos contra 8,75.

    Já do lado feminino, numa prova que contou com a ex-top mundial Sage Erickson e com a rookie Caitlin Simmers, que acabou por abdicar da vaga para a elite mundial de 2022, Alyssa Spencer acabou por ser a surfista mais forte, comprovando que o lugar dela já deveria ser no CT. Algo que lhe escapou por muito pouco em 2021.

    Em relação às favoritas, Sage Erickson caiu nos quartos-de-final perante a jovem Sawyer Lindbald, que foi mais longe que o seu irmão, chegando até à final. Pelo meio, Lindbald eliminou ainda Simmers nas meias-finais, mostrando um grande nível de surf nas derradeiras rondas.

    Por sua vez, Spencer começou por bater Autumn Hays nos quartos-de-final, para nas meias-finais superar a costarriquenha Leilani McGonagle, sempre com a ajuda de scores elevados e ondas na casa da excelência. Na final, assistiu-se a uma disputa mais equilibrada, que caiu para o lado de Alyssa Spencer, com 10,75 pontos, contra 10,10 de Sawyer Lindbald.

    Após quatro eventos realizados no QS norte-americano feminino em 2021/22, Alyssa Spencer lidera de forma isolada o ranking. Isto depois de ter vencido o terceiro evento em quatro – no único que não venceu ficou em terceiro lugar. No segundo posto segue Caity Simmers, com a terceira melhor surfista do QS a ser Sawyer Lindbald, numa clara amostra da força que está prestes a chegar ao CT em 2023.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram