Homepage

  • Ivan Florence, o mano tímido de John John que domina Pipeline
    26 janeiro 2022
    arrow
  • Após quase 10 anos sem competir na WSL, Ivan regressou em dezembro com um 3.º posto em Pipe…
  • Alex Florence é a verdadeira super mãe do North Shore de Oahu. Sozinha, criou um trio de exímios surfistas e verdadeiros talentos da mítica ilha havaiana. Entre eles John John Florence. Bicampeão mundial e príncipe de Pipeline. Criado em frente à onda mais temida e desejada do planeta, cedo John se transformou num dos maiores fenómenos do surf mundial. Quase que ofuscando os irmãos mais novos. Ainda assim, também eles especialistas à sua maneira.

    Ivan, o mais novo de todos, é também o mais tímido e menos mediático. Ao contrário de Nathan Florence, que cedo despertou interesse por ondas grandes e também pelo Youtube, onde é um dos surfistas mais ativos. Enquanto John John, atualmente com 29, foi dominando o mundo competitivo e do free surf em simultâneo, e Nathan, de 27, foi-se atirando às enormes bombas havaianas, Ivan, de 25, fez o seu percurso mais silencioso, sempre na sombra dos irmãos.

    Contudo, a hora da fama de Ivan Florence começa aos poucos a chegar. Sempre mais dedicado ao free surf do que à competição, Ivan viu o seu nome na ribalta depois da incrível performance conseguida no QS1000 de Pipeline disputado em dezembro passado. Ainda que a reboque do irmão mais velho. John John foi o grande vencedor do HIC Pipe Pro, mas Ivan também brilhou com um 3.º posto e com o único 10 do evento.

    Mais do que a posição final e o triunfo de John John no regresso a Pipe, para a história ficou a caminhada de ambos até à final. Isto porque estiveram praticamente sempre juntos no mesmo heat. A contar com a final, John John e Ivan surfaram quatro heats em simultâneo, sendo que nos três primeiros em que se encontraram foram, obviamente, sempre os dois a seguir em frente.

    Um dia de sonho para os manos Florence, segundo John John afirmou após a final. Enquanto isso, Nathan, o do meio, que tinha perdido nas rondas iniciais, ia registando tudo da areia para o seu canal de Youtube. E se para John foi “apenas mais um dia no parque”, habituado que está a vencer, sobretudo no Havai, para Ivan foi uma grande revelação. Ele que estava há praticamente 10 anos sem competir em provas da WSL.

    Foi muito novo que Ivan começou a tentar seguir as pisadas dos irmãos em competição. Contudo, cedo se rendeu mais ao free surf. Fez o Pro Júnior havaiano até 2013, sem grandes resultados. Já no WQS entrou esporadicamente em algumas provas. Foi preciso esperar 9 anos, e algumas participações pelo meio nos trials de Pipeline, para Ivan Florence se provar como um verdadeiro especialista nos tubos de Pipe com a licra vestida.

    Foi assim, que Ivan praticamente convenceu a WSL a dar-lhe um wildcard para competir no Pipe Masters, que tem começo marcado para sábado e abre a temporada de 2022 do CT. E as expectativas só não são maiores, porque Gabriel Medina abdicou da presença em Pipe. Caso contrário teria pela frente o irmão do seu grande rival logo na estreia. Assim, ficou Filipe Toledo com a “fava” do draw. É que Ivan Florence promete dar muitas dores de cabeça aos tops mundiais que se cruzarem com ele.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Outras Notícias Relacionadas