Homepage

  • Kikas, John John, Slater e mais quatro portugueses inscritos em Haleiwa
    04 novembro 2021
    arrow
  • É na mítica onda havaiana que se vão decidir todas as últimas vagas para o CT 2022.
  • De 26 de Novembro a 7 de Dezembro todas as atenções do surf mundial vão estar centradas em Haleiwa, onde se realiza a quarta e última etapa do novo circuito Challenger Series e onde se irão definir as últimas vagas para o CT 2022. As listas de inscritos foram esta quinta-feira divulgadas e, além da presença de cinco portugueses, o destaque vai para a presença de muitos nomes sonantes da elite mundial, como John John Florence, Carissa Moore e o lendário 11 vezes campeão mundial Kelly Slater.

    Começando pela armada lusa, do lado feminino as habituais três surfistas com entrada direta estão presentes nesta lista: Teresa Bonvalot, Yolanda Hopkins e Carolina Mendes, todas ainda na luta pela qualificação, embora Carol esteja mais longe que as companheiras. Isto quando se nota uma grande mudança no seeding e nas vagas de entrada, com o ranking atual a ser o fator decisivo e não os rankings continentais, como nos primeiros eventos.

    De frisar ainda para as nove surfistas da elite mundial que marcam presença nesta lista, com destaque para a campeã mundial em título, a havaiana Carissa Moore. A ela juntam-se ainda as norte-americanas Caroline Marks, Sage Erickson e Lakey Peterson, as australianas Nikki Van Dijk e Macy Callaghan, a costarriquenha Brissa Hennessy, a havaiana Malia Manuel e ainda a brasileira e vice-campeã mundial Tatiana Weston-Webb. Por fim, os dois wildcards disponíveis foram para as havaianas Brianna Cope e Savanna Stone.

    Já do lado masculino, a armada lusa vai ser representada por Vasco Ribeiro e também por Frederico Morais, que compete em Haleiwa para defender o título ali conquistado em 2019 – em 2020 a prova não se realizou devido à pandemia. Com Vasco na luta pela qualificação, a situação de Kikas é diferente, pois já tem a vaga no CT de 2022 assegurada em virtude de ter terminado a última temporada como número 10 do Mundo.

    De resto, dos 34 surfistas da elite mundial, 17 estão inscritos neste evento, ou seja, metade! Desses 17 há 10 que já têm vaga assegurada em 2022. Se já existia muita polémica em virtude das regras de qualificação e das presenças destes surfistas da elite nas Challenger Series, o tom da crítica deverá aumentar ainda mais. Basta olhar para os nomes presentes, com John John Florence e Kelly Slater à cabeça.

    A eles juntam-se ainda os norte-americanos Conner Coffin e Griffin Colapinto, o japonês Kanoa Igarashi, os australianos Jack Robinson, Connor O’Leary, Wade Carmichael e Jack Freestone, os brasileiros Caio Ibelli, Alex Ribeiro, Jadson Andre e Deivid Silva, o francês Michel Bourez, o sul-africano Matthew McGillivray e ainda o havaiano Seth Moniz. Já os quatro wildcards disponíveis foram para os havaianos Mason Ho, Barron Mamiya, Billy Kemper e Cody Young.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram