Homepage

  • Estreia difícil para os portugueses nos Açores
    01 novembro 2021
    arrow
  • Gabriela Dinis, Camila Cardoso, Pedro Henrique, Francisco Almeida e José Champalimaud salvaram a honra nacional…
  • Não foi o mais positivo dos começos para a armada lusa, esta segunda-feira, no dia 1 do Azores Airlines Pro, prova do QS europeu que conta já para a qualificação das Challenger Series de 2022. Com mais de uma dezena de portugueses, do total de 31 presentes na prova açoriana, a entrarem em ação já hoje, apenas cinco conseguiram escapar à razia, que atirou já 11 surfistas lusos para fora de prova.

    Com as ondas a marcarem presença, mas a também dificultarem a vida aos surfistas, a organização fez várias chamadas ao início da manhã até colocar a prova na água. A partir daí a ação avançou a grande ritmo até ao final da tarde, completando-se a ronda inaugural masculina e feminina e ainda tendo-se realizado mais quatro heats da ronda 2 masculina.

    Com a prova masculina a ir para a água em primeiro lugar, a ronda inaugural ficou marcada pela eliminação inesperada de Afonso Antunes. Também Gonçalo Vieira, Daniel Nóbrega e Francisco Queimado ficaram pelo caminho nesta fase. A única exceção à regra foi José Champalimaud, que venceu o heat 6, com 8,27 pontos, seguindo para a ronda 2

    Depois, foi a vez de a prova feminina ir para a água, onde o cenário já foi mais positivo para a armada lusa – ou não tão negativa. Das cinco surfistas em prova, duas conseguiram prosseguir para a ronda 2, onde estão as top seeds. Destaque para Gabriela Dinis, que venceu o heat 4, com um total de 10 pontos. Camila Cardoso foi a outra portuguesa a seguir em frente. Pelo caminho ficou Leonor Fragoso e ainda as wildcards açorianas Helena Moniz e Ana Cantero.

    Ao final da tarde a ação entrou ainda pela ronda 2 masculina, onde o nível de surf cresceu. Ainda assim, os resultados não melhoraram para as cores nacionais. Miguel Blanco, Henrique Pyrrait, Luís Perloiro e Diogo Martins não evitaram a eliminação. Valeram as prestações de Pedro Henrique e Francisco Almeida, que competiram ambos no heat 3 e seguiram ambos em frente, com o triunfo a sorrir a Pedrinho, com 12,33 pontos. Ambos avançaram para a ronda 3, dos top seeds.

    A chamada para o segundo dia de prova está marcada para as 7H45 locais, ou seja, às 8H45 em Portugal Continental. Um dia em que são esperadas melhorias das condições, com ondas com tamanho e a presença de vento offshore.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram