Homepage

  • Yolanda e Teresa avançam para os oitavos-de-final entre o domínio havaiano
    06 outubro 2021
    arrow
  • Na próxima fase, a dupla portuguesa vai medir forças com a forte armada havaiana.
  • Ribeira d’Ilhas vestiu um fato de gala, esta quarta-feira, para oferecer mais um dia de altíssimo nível de surf neste MEO Vissla Pro Ericeira, a segunda de quatro etapas das novas Challenger Series. Um dia marcado pela qualificação de Yolanda Hopkins e Teresa Bonvalot para os oitavos-de-final e onde a prova feminina saiu privilegiada com as excelentes condições que teve pela frente nas míticas direitas de Ribeira.

    A ação até arrancou com a ronda 2 masculina, para completar os dois heats que restaram do dia anterior. Uma hora de ação que serviu de aperitivo para depois as mulheres darem show. No primeiro heat do dia foi Josh Burke, de Barbados, a elevar o nível, com uma performance de 16 pontos, seguindo-se mais uma bela exibição do havaiana Imaikalani Devault, com 16,50 pontos.

    Foi dessa forma que ficaram definidos os 24 surfistas que na próxima ronda vão discutir a passagem aos oitavos-de-final masculinos, já sem qualquer português em prova e com os brasileiros Caio Ibelli e Deivid Silva a serem os únicos representantes da elite mundial ainda em jogo. Mas talento não falta entre os restantes, onde sobressaem nomes como Jake Marshall, Jacob Willcox, Mateus Herdy, Kauli Vaast, Samuel Pupo ou Hiroto Ohhara.

    A ação avançou rapidamente com a prova feminina e nenhuma das competidoras perdeu tempo em responder à letra àquilo que tinha sido iniciado pelos homens. Ondas pontuadas na casa da excelência e scores bem altas foram o prato do dia e resultaram em duelos emocionantes e de nível bem elevado. Destaque para a norte-americana Alyssa Spencer com um 9,33 ou para os 9 pontos da australiana India Robinson.

    Entre a demonstração de talento destas duas representantes da nova geração que tem mostrado estar prontíssima para assaltar a elite mundial feminina, houve emoção em português. Primeiro com Yolanda Hopkins, no heat 4, que voltou a aplicar o seu power para não dar qualquer hipótese à concorrência. Yolanda somou 15,86 pontos, com um 8,33 pelo meio, e deixou a japonesa Shino Matsuda (13,80) no 2.º posto, com a japonesa Minami Nonaka (13,26) e a australiana Freya Prumm (9,07) a ficarem pelo caminho.

    Depois de Yolanda carimbar mais uma passagem aos oitavos-de-final, tal como fez na etapa inaugural deste circuito, na Califórnia, foi a vez de Carolina Mendes também tentar a sua sorte. E o heat até começou da melhor forma para Carol, com uma onda de 8,33 pontos. Só que o backup acabou por nunca aparecer e a costarriquenha e top mundial Brisa Hennessy (16,70) e a basca Ariana Ochoa (15,63) tomaram contas das operações e acabaram por superar os 13 pontos da surfista portuguesa – no último posto ficou a japonesa Hinako Kurokawa, com 12,23 pontos.

    No heat 7 foi a vez de Teresa Bonvalot entrar em ação e dar nova alegria às cores nacionais. Num heat dominado pela australiana e top mundial Macy Callaghan, com 13,17 pontos, Teresa conseguiu somar 10,80 pontos que lhe garantiram a segunda posição e a qualificação para a fase seguinte. A surfista portuguesa deixou, assim, pelo caminho a ex-top mundial Chelsea Tuach (9,20), de Barbados, e ainda a japonesa e antiga campeã mundial júnior Mahina Maeda (7,83).

    No último heat do dia houve ainda direito a fogo de artifício por parte da jovem armada havaiana, com duas das principais “discípulas” da campeã mundial Carissa Moore a mostrarem todo o talento: Luana Silva somou 16,80 pontos e venceu a disputa e Bettylou Sakura Johnson secundou a colega, com 15,83 pontos. A ela juntou-se ainda Gabriela Bryan na próxima fase. Outra havaiana em grande destaque, pois vem de uma final na etapa de Huntington Beach e na Ericeira também tem conseguindo das melhores performances nas rondas inaugurais.

    Curiosamente, na próxima fase, as surfistas portuguesas vão medir forças com estas havaianas, num teste de fogo para o sonho de chegarem à elite do surf mundial feminino. Yolanda compete no heat 4 frente a Gabriela Bryan, enquanto Teresa defronta Luana Silva no oitavo e último heat da ronda. Ambas têm garantido já o 9.º posto, mas em caso de vitória alcançam os quartos-de-final e começam a ver o circuito mundial mais perto…

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram