Homepage

  • Tomás Fernandes recebe wildcard para o MEO Vissla Pro Ericeira
    27 setembro 2021
    arrow
  • Com o período de espera a começar já no próximo sábado, os próximos dias deverão trazer novidades em relação a wildcards.
  • A armada lusa acaba de ganhar mais um representante para o MEO Vissla Pro Ericeira, segunda de quatro etapas das novas Challenger Series, que arranca já no dia 2 de Outubro, na mítica praia de Ribeira d’Ilhas. O surfista local Tomás Fernandes foi anunciado esta segunda-feira como wildcard da World Surf League para a etapa portuguesa.

    Inicialmente atribuído ao norte-americano Corsby Colapinto, este convite saltou para as mãos do surfista português após algumas baixas no quadro de inscritos, sobretudo entre os tops mundiais. Em relação aos 14 nomes do CT que se encontravam na lista de inscritos numa primeira fase, Leo Feoravanti e Peterson Crisanto, ambos lesionados, e ainda Jadson Andre não vão competir na Ericeira.

    Algo que acabou por reformular um pouco o quadro de inscritos. Essas baixas deram, assim, entrada direta a Corsby Colapinto e libertaram um dos dois wildcards disponíveis para um surfista português. Tomás Fernandes junta-se a Vasco Ribeiro e Frederico Morais na prova masculina, com Teresa Bonvalot, Yolanda Hopkins e Carolina Mendes a marcarem presença na prova feminina.

    Apesar de estar afastado da carreira internacional nos últimos anos, Tomás, de 25 anos, é um dos surfistas mais letais nas ondas de Ribeira d’Ilhas. Foi naquela mesma praia que conseguiu terminar num incrível 3.º posto no Mundial de juniores da WSL em 2014, no ano em que Vasco Ribeiro garantiu um inédito título mundial da categoria para as cores nacionais.  

    Já com seis representantes garantidos, Portugal poderá ter ainda mais surfistas em prova. Por atribuir está ainda um wildcard feminino e ainda o segundo wildcard masculino, que fica a cargo da organização do evento. Com o período de espera a começar já no próximo sábado, os próximos dias deverão trazer novidades em relação a estes wildcards, com o jovens Afonso Antunes, vice-campeão nacional em título, e Kika Veselko, campeã nacional em título, a poderem ser os surfistas premiados.

    Depois de na semana que passou o circuito das Challenger Series ter arrancado na Califórnia, com triunfos dos norte-americanos Caitlin Simmers e Griffin Colapinto, e com Yolanda Hopkins a ser a melhor representante portuguesa, com um 9.º posto, o circuito chega a uma paragem decisiva para as cores nacionais. Um bom resultado na Ericeira pode catapultar os surfistas lusos para a qualificação para o circuito mundial de 2022.

    Da Ericeira o circuito segue para França, onde se realiza a terceira e penúltima etapa ainda este mês, terminando depois tudo em Haleiwa, no Havai. Em jogo estão seis vagas femininas e 12 masculinas para o CT do próximo ano, para o qual Frederico Morais já tem presença garantida em virtude da posição do ranking que conseguiu em 2021.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram