Homepage

  • Jack Freestone vai fazer pausa na carreira após Haleiwa
    08 setembro 2021
    arrow
  • Teve uma das mais promissoras carreiras juniores a nível mundial, coroada com dois títulos mundiais da categoria.
  • Num ano marcado por inúmeras despedidas do WCT, eis que surge o anúncio de mais um surfista da elite mundial que vai fazer uma pausa na carreira. Contudo, ao contrário de nomes como Ace Buchan, Jeremy Flores ou Adriano de Souza, o australiano Jack Freestone anunciou que esta será apenas uma pausa, não fechando a porta a um regresso.

    Freestone foi um dos surfistas que não garantiu a requalificação para o CT do próximo ano. Embora ainda tivesse as Challenger Series para tentar recuperar a vaga na elite mundial, o surfista australiano e companheiro de Alana Blanchard não tem essa intenção, anunciado nas redes sociais que fará o último evento em Haleiwa, naquela que será a última das quatro paragens das novas Challenger Series.

    Depois da prova havaiana, Freestone vai enfrentar uma pausa de forma a descansar e viver a vida familiar a tempo inteiro, ele que acabou de ser pai pela segunda vez. Ainda assim, este não é um adeus definitivo do surfista de 29 anos, que admitiu claramente que a porta fica aberta para um eventual regresso, mais tarde.

    “Quero ser claro que isto é uma pausa e não uma retirada. Não estou a fechar a porta ao surf competitivo, apenas vou deixar o quarto por um momento. Este ano foi uma montanha russa de emoções. Tem sido um longo caminho na competição e estou finalmente feliz por poder fazer uma pausa e estar em paz com essa decisão”, frisou Freestone.

    Após uma das mais promissoras carreiras juniores a nível mundial, coroada com dois títulos mundiais da categoria, Freestone apenas conseguiu a qualificação para o CT em 2016, aos 23 anos. Dono de um surf muito progressivo, o surfista australiano acabou por nunca cumprir todo o potencial que mostrava na adolescência.

    Após as duas primeiras temporadas no CT, Jack Freestone acabou mesmo por ser relegado novamente para o QS. Mas só lá esteve um ano, por conseguiu nova qualificação para a elite mundial em 2019. Tudo somado fez quatro temporadas no circuito, sendo que o melhor resultado foi o 14.º posto em 2019. Destaque ainda para a final alcançada no ano de rookie no Oi Rio Pro.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram