Homepage

  • Mason Barnes, do Canhão da Nazaré para o Ultimate Surfer
    10 agosto 2021
    arrow
  • Apesar de ter um passado como competidor de provas juniores da WSL, rapidamente Barnes se dedicou às ondas grandes.
  • Tem 27 anos, chama-se Mason Barnes e é um dos concorrentes menos mediáticos do concurso Ulimate Surfer, que está prestes a estrear na televisão norte-americana e que tem o cunho da WSL. Natural da Carolina do Norte, Barnes é o típico surfista destinado a quebrar estereótipos, uma vez que após a carreira júnior de competidor, dedicou-se às ondas grandes. Aventurou-se recentemente na Nazaré e tem sido guiado por dois dos maiores nomes mundiais das Ondas Grandes.

    O nome de Barnes veio à ribalta depois de ser um dos sete escolhidos para integrar o elenco deste novo reality show que envolve surf e que vai colocar todos no Surf Ranch a lutar por um lugar na elite mundial. Embora tenha pela frente um talentoso leque de surfistas, com provas dadas no CT e QS, Mason tem a seu favor a experiência de uma carreira que começa a dar frutos nas ondas grandes – embora isso possa não ser uma vantagem nas ondas artificiais de Lemoore.

    Foi há precisamente 10 anos que Mason Barnes se estreou no Pro Júnior norte-americano e também no WQS, fazendo apenas uma etapa caseira neste circuito. Competiu nos juniores até 2013 sem conseguir resultados de relevo. Em 2017 regressou esporadicamente para competir no WQS, fazendo até 2019 as etapas que se realizam nos Outer Banks da Carolina do Norte. Uma carreira pouco conseguida, onde raras vezes andou dentro do top 1000 mundial.

    Foi após a passagem de júnior para sénior que Barnes começou a ganhar o apetite pelas ondas grandes, embora venha de um local poupo propício a isso. Atirou-se às maiores ondulações entre a mainland, em picos como Mavericks ou Nelscott Reef, e o North Shore havaiano, onde tem casa, destacando-se em sessões no famoso Outer Reef do North Shore e também em Waimea, onde conseguiu uma nomeação para os XXL Awards para Wipeout do Ano.

    Desde cedo que ficou no canto de um dos maiores nomes das ondas grandes, o sul-africano e três vezes campeão mundial do BWT Grant “Twiggy” Baker. Mais tarde, foi Garrett McNamara a também ajudar Barnes, sendo o responsável pela vinda do jovem norte-americano a Portugal, para surfar o famoso swell Epsilon, onde Barnes apanhou uma das ondas da sessão na Praia do Norte.

    A partir do final do mês vai ser possível conhecê-lo melhor dentro deste programa. Embora possa não ser dos principais candidatos à vitória, Mason Barnes tem a seu favor o facto de ser um dos concorrentes com mais para mostrar. Isto porque num programa anunciado com o objetivo de encontrar novos talentos, poucos são aquelas que não são já bastante conhecidos do público em geral.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram