Homepage

  • Caitlin Simmers estreia-se a vencer no QS aos 15 anos
    09 agosto 2021
    arrow
  • Do lado masculino o ex-top do WCT Nat Young chegou a Huntignton como número um do seeding e confirmou esse estatuto ao longo de todo o evento.
  • Terminou este domingo o Jack’s Surfboards Pro, campeonato com o estatuto QS1000 que foi disputado em Huntington Beach, na Califórnia, e que foi o primeiro evento do WQS a ser realizado na região norte-americana após mais de um ano, devido às consequências da pandemia. O triunfo sorriu a Nat Young do lado masculino e à jovem sensação Caitlin Simmers, de apenas 15 anos, no feminino.

    Apesar de inicialmente não estar previsto, este foi o primeiro de dois eventos norte-americanos que se irão realizar neste verão e que ainda irão contar para a qualificação das Challenger Series de 2021. Dessa forma, apesar do estatuto ser mínimo, esta prova contou com a presença de inúmeras estrelas locais do WQS, com uma forte concorrência na água em busca do sonho da qualificação para o CT.

    Do lado masculino o ex-top do WCT Nat Young chegou a Huntignton como número um do seeding e confirmou esse estatuto ao longo de todo o evento. No dia final começou por vencer Chauncey Robinson nos quartos-de-final, batendo depois Cole Houshmand nas meias-finais.

    Na grande final o surfista natural de Santa Cruz teve um duelo muito equilibrado frente a Josh Burke, de Barbados, mas acabou por vencer por apenas 0,25 pontos, graças a uma última onda de 8,25 pontos, que permitiu um score de 14,75 pontos contra 14,50 do adversário.

    Um resultado que deu 1000 pontos a Nat Young, mas que acabou por não entrar nas contas deste para o ranking do QS norte-americano, que lidera destacado fruto dos resultados obtidos no arranque da temporada de 2020. Já Josh Burke subiu ao 9.º posto, graças aos 800 pontos conquistados e fica provisoriamente dentro do top 10 que define o cut de qualificação para as Challenger Series que arrancam no próximo mês de Setembro.

    Do lado feminino a história foi diferente com a juventude a dominar o espetáculo, apesar dos fortes nomes presentes. Na final encontraram-se duas das mais talentosas surfistas da nova fornada do surf norte-americano, com o triunfo a sorrir a um dos maiores fenómenos de precocidade do surf mundial, a pequena Caitlin Simmers, de apenas 15 anos.

    Simmers começou o dia final a vencer Bella Kenworthy, que fazia a estreia em provas do WQS, nos quartos-de-final, eliminado depois nas meias-finais e costarriquenha e olímpica Leilani McGonagle. Na grande final teve um duelo renhido frente a Sawyer Lindbald, com 15,65 pontos contra 13,70 da rival, conseguindo atingir sempre a marca dos 15 pontos em todos os heats que surfou no dia de todas as decisões.

    Depois de ter conseguido a primeira vitória na WSL aos 13 anos, logo no segundo campeonato em que entrou, um Pro Júnior da América do Norte, Simmers, que já este ano tinha tido a oportunidade de competir frente aos melhores do Mundo na etapa do Surf Ranch, consegue agora estrear-se a vencer no WQS, naquela que foi apenas a terceira prova que fez neste circuito.

    Um triunfo que garante 1000 pontos para o ranking e a subida ao 11.º posto para a jovem coqueluche do surf americano. Apesar de estar fora do top 8 que dá a qualificação para as Challenger Series, Cailtlin parte para a última etapa, que se vai realizar no início de setembro na Carolina do Norte, a precisar de, pelo menos, fazer a final para garantir o apuramento.      

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Outras Notícias Relacionadas