Homepage

  • Ericeira entra no calendário das Challenger Series para 2022
    04 agosto 2021
    arrow
  • A luta pela qualificação para o CT de 2023 irá começar em Snapper Rocks logo no mês de maio.
  • No mesmo dia em que anunciou o calendário do Mundial de Surf para 2022, que oficializa o regresso da etapa de Peniche à elite do surf mundial, a World Surf League (WSL) revelou igualmente o plano de festas da próxima Challenger Series, o circuito internacional que permite aos surfistas lutar pela qualificação para o Championship Tour (CT), neste caso de 2023.

    No calendário divulgado, desde logo destaque para o crescimento do mesmo em termos do número de provas que contempla. O dobro quando comparado com as etapas que vamos ter em 2021.

    Estão calendarizadas oito etapas, mais quatro do que em comparação com a edição inaugural desta competição que arrancará já em setembro na icónica Huntington Beach, no estado norte-americano da Califórnia.

    Outra grande novidade para 2022 é o facto da Challenger Series ter o seu início previsto para maio. Isto significa que este circuito não irá para a água somente quando estiver concluído o CT, mas sim numa fase em que a denominada temporada regular do mesmo já irá a meio com a realização de cinco etapas. 

    Uma situação que implica uma noutra novidade. A Challenger Series vai acolher os 22 surfistas (14 homens + 8 mulheres) que vão cair da primeira fase do CT. No total teremos 96 homens e 64 mulheres, a maior parte proveniente dos QS regionais, em busca do tão desejado apuramento para a divisão máxima do surf mundial. Passarão ao CT de 2023 os 10 homens melhores colocados e as cinco primeiras senhoras com base nos cinco melhores resultados das oito etapas em agenda. 

    A Challenger Series de 2022 é uma competição que vai passar por quatro continentes e seis países, entre os quais Portugal. A Ericeira, mais concretamente a emblemática Praia de Ribeira d'Ilhas, irá receber a quinta etapa deste circuito entre os dias 1 e 9 de outubro de 2022. 

    Continuando a analisar o calendário divulgado, vemos que as hostilidades irão ser abertas com uma etapa na idílica Gold Coast, que surge neste calendário depois de ver consumada a sua saída do CT. A ação irá arrancar em Snapper Rocks entre os dias 7 e 15 de maio, destino que de 1998 a 2019 recebeu a primeira etapa do Mundial. A Austrália é mesmo o único território a contar com dois eventos, uma vez que depois de Snapper a caravana segue para Manly Beach.

    Mais novidades são as visitas a Ballito na África do Sul, terceira etapa da época, e a incursão por Piha, na Nova Zelândia, aqui já mais perto do final do circuito, sendo a sétima e penúltima prova, a disputar em novembro. Estas são duas etapas que faziam parte do calendário da Challenger Series para 2020, ano em que foi implementado este novo modelo competitivo, mas a época veio a ser cancelada por causa da pandemia do novo coronavírus.

    Em 2022 haverá ainda passagens por Huntington Beach e Landes (França), etapas que serão intercaladas pela já mencionada visita a Portugal. Tudo irá terminar em Haleiwa, no Havai, cujo período de espera da prova vai do dia 26 de novembro a 7 de dezembro. Será a altura em que ficaremos a conhecer os elementos que vão dar forma às turmas do CT para 2023. Em todas estas etapas, teremos ação os setores masculino e feminino.

    Por último, importa referir que dado o atual contexto pandémico todo este calendário poderá sofrer alterações. 

    Calendário Challenger Series 2022: 

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram