Homepage

  • Cinco eventos africanos cancelados no WQS devido à pandemia
    31 agosto 2021
    arrow
  • No entanto, não há qualquer informação sobre um possível adiamento do QS5000 de Ballito, marcado para meados de dezembro.
  • A pandemia de Covid-19 causou bastantes complicações nas provas internacionais de surf várias reestruturações nos circuitos da WSL. Após mais de um ano e meio, quando tudo parecia regressar à normalidade com a marcação de novas provas no calendário e com a temporada 2021/22 do WQS prestes a arrancar, eis que surgem mais imprevistos.

    Segundo os meios de comunicação sul-africanos, e apesar de no calendário das provas ainda nada surgir, a WSL Africa e a empresa Accelerate Sport anunciaram esta terça-feira o cancelamento das City Surf Series, uma série de eventos que ia acontecer no QS africano entre outubro e novembro próximo.   

    A razão apontada para este cancelamento são as restrições causadas pela pandemia na África do Sul. Nem o facto de estas provas sul-africanas abrangerem quase na sua totalidade apenas surfistas sul-africanos, ajudou a evitar o cancelamento desta série de eventos, que estava programada já para os próximos meses.

    Ao todo aconteceriam cinco etapas entre outubro e novembro, com Port Alfred, Nelson Mandela Bay, George, Richards Bay e Cape Town a serem os palcos previstos para as mesmas. Ainda assim, a organização garante que vai fazer todos os esforços para, em cooperação com a WSL, manter estes eventos para 2022.

    Apesar destes cancelamentos na África do Sul, não há qualquer notícia em relação ao QS de Ballito, que no calendário surge em meados de dezembro e com o estatuto de QS5000 masculino e QS1000 feminino.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram