Homepage

  • Teresa Bonvalot apura-se para as Challenger Series
    03 julho 2021
    arrow
  • A chamada para o dia final do Pantin Classic Pro está marcada para as 8H30 locais, 7H30 em Portugal Continental.
  • Foi retomada este sábado a competição em Pantín, naquela que é a última prova da temporada do QS regional europeu. Um dia de emoções díspares para a armada lusa, que conseguiu colocar quatro surfistas no dia final, dois na prova masculina e dois na feminina. Pelo meio, houve as eliminações de primeira de Yolanda Hopkins e Teresa Bonvalot. Se no caso da primeira foi o fim da linha na luta pela qualificação para as Challenger Series, no caso de Teresa Bonvalot, apesar da derrota, a qualificação ficou carimbada após a jornada de hoje.

    A ação iniciou-se com a ronda 3 feminina, onde se estreavam as top seeds, incluindo as quatro portuguesas ainda em prova. No heat 2 Yolanda Hopkins e Carolina Mendes competiram juntas e terminaram ambas a bateria com a mesma pontuação: 13,16. Com a espanhola Lucia Machado a sair vencedora da disputa, com 13,23 pontos, a fava acabou por sair a Yolanda, que viu Carol avançar em virtude de ter feito a melhor onda. Chegada a Pantin na 10.ª posição do ranking, a surfista algarvia viu assim escapar a possibilidade de terminar no top 8 final.

    No heat seguinte foi a vez de Teresa Bonvalot entrar na água, numa bateria de scores baixos, em que o triunfo sorriu à basca Garazi Sanchez-Ortun, com a também basca Annette Gonzalez Etxabarri a ser segunda. Com apenas 7,23 pontos, Teresa não conseguiu melhor que o quarto posto, atrás ainda de Mikele Beato.

    A derrota de primeira poderia colocar em cheque a permanência da surfista portuguesa no top 8 final, depois de ter chegado a Pantín no 7.º posto do ranking. Só que na bateria seguinte, a alemã Rachel Presti, oitava do ranking, também foi eliminada, com ajuda preciosa da antiga campeã nacional Camilla Kemp, agora a competir pela Alemanha, o que acabou por garantir matematicamente a qualificação de Teresa Bonvalot para as Challenger Series, juntando-se a Vasco Ribeiro, que já o havia feito durante as provas portuguesas.

    No último heat da ronda a jovem Mafalda Lopes conseguiu juntar-se a Carolina Mendes na ronda 4, depois de ter somado 10,94 pontos, que lhe garantiram o triunfo num heat em que deixou a espanhola Bianca Tye no segundo posto, com a francesa Maud Le Car e britânica Alys Barton a serem eliminadas.

    Ao final da tarde Mafalda e Carolina ainda voltariam a entrar na água e, com a presença nos quartos-de-final em jogo, conseguiram fazer o pleno luso nesta fase. Carol esteve em grande plano no heat 2 ao fazer uma onda excelente, de 8,23 pontos, que a ajudou a ter um score final de 14,73. Carolina Mendes ficou no segundo posto, com o triunfo a sorrir a Garazi Ortun e com a italiana Giada Legati e a basca Janire Etxabarri a ficarem pelo caminho.

    Já Mafalda Lopes competiu no último heat da ronda e fechou o dia com o segundo posto, após somar 9,17 pontos, superando as bascas Nadia Erostarbe e Ibone Gomes. O triunfo sorriu à espanhola Melania Suarez Diaz. Nos quartos-de-final Mafalda Lopes enfrenta a basca Ariane Ochoa no heat 3, enquanto no heat 1 Carolina Mendes mede forças com a francesa Pauline Ado.

    Pelo meio realizou-se a ronda 4 masculina, onde a armada lusa chegou com sete surfistas. Contudo, apenas dois conseguiram seguir em frente para a ronda 5. No heat 1 o trio de portugueses presente viu o francês Sam Piter garantir o triunfo, com 11,34 pontos. Henrique Pyrrait conseguiu a segunda posição, com 10,66 pontos, enquanto Joaquim Chaves e Francisco Almeida despediram-se de prova.

    Na bateria seguinte Luís Perloiro ainda lutou pela qualificação, mas os 9,64 pontos realizados foram batidos pelos 10,80 do francês Charly Martin e pelos 12,90 do também gaulês Marc Lacomare, enquanto o alemão Lenni Jensen terminou na última posição da bateria.  

    Na oitava e última bateria estiveram novamente três representantes portugueses em ação, com dois deles a ficarem pelo caminho. O heat foi vencido pelo francês Gatien Delahaye, com 14,33 pontos, ficando Pedro Henrique no segundo posto, com 12,86 pontos. Afonso Antunes (10,76) e Miguel Matos (6,23) foram os portugueses eliminados.

    Na próxima fase, onde já só restam 16 surfistas em prova em busca de um lugar nos quartos-de-final, Henrique Pyrrait vai estar no heat 2, onde tem pela frente os bascos Ruben Vitoria e Adur Amatriain e ainda o francês Charly Martin. No heat 3 compete Pedro Henrique, juntamente com os franceses Gaspard Larsonneur e Kauli Vaast e ainda o espanhol Vicente Romero.

    A chamada para o dia final do Pantin Classic Pro está marcada para as 8H30 locais, 7H30 em Portugal Continental. Em jogo está o triunfo na prova galega, mas também as últimas vagas para as Challenger Series da segunda metade do ano, onde surfistas de todos os continentes lutam pela entrada no Circuito Mundial de 2022.

    Em relação aos portugueses já não há contas a fazer, depois de Teresa Bonvalot ter fechado hoje a qualificação e de Vasco Ribeiro já o ter feito antes. Mais nenhum dos portugueses em prova o pode conseguir fazer nesta que é a última etapa do QS europeu.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram