Homepage

  • Portugueses rumam a Pantín para etapa final do QS europeu
    16 junho 2021
    arrow
  • A prova tem início marcado para 29 de Junho e vai prolongar-se até 4 de Julho.
  • Já está disponível a lista de inscritos do QS1000 de Pantín, prova que se disputa no final do mês na Galiza e que marca o fim do circuito regional europeu do QS. Em prova na prova masculina vão estar 14 portugueses, com a grande ausência a ser Vasco Ribeiro, que garantiu já na Caparica o título europeu do WQS e ainda a qualificação para as Challenger Series da segunda metade da temporada.

    Depois de se ter realizado no ano passado como um evento teste, sem a tutela da WSL, com Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot a saírem vencedores daquela que foi a primeira prova internacional a nível europeu no pós-pandemia, este ano Pantín regressa ao calendário, mas como evento de estatuto mínimo. Embora com poucos pontos em disputa, em jogo vão estar as últimas vagas para as Challenger Series, para onde apenas se qualifica o top 8 regional.  

    A armada lusa vai ser, assim, liderada pelo experiente Pedro Henrique, único representante português a garantir entrada direta para a ronda 3, a dos tops seeds. Com Vasco ausente, o número um do seeding passa a ser o francês Joan Duru, ex-top do WCT e recentemente coroado campeão mundial da ISA em El Salvador.

    A restante navegação portuguesa fica marcada por muita juventude, com Diogo Martins, Luís Perloiro, Pedro Coelho, Afonso Antunes, Martim Carrasco, Guilherme Ribeiro, Henrique Pyrrait, Joaquim Chaves, Miguel Matos e Rodrigo Lebre a terem entrada direta para a ronda 2. Já Martim Nunes e Daniel Nóbrega iniciam a prova na ronda inaugural.

    Além de Vasco Ribeiro, mais nenhum português pode conseguir a qualificação para as Challenger Series do lado masculino, uma vez que apenas estão 1000 pontos em jogo para o vencedor. Frederico Morais é o segundo melhor português do ranking europeu, no 15.º posto, mas não entra para estas contas, uma vez que pertence ao World Tour. Depois, surge Guilherme Fonseca (31.º), que não está inscrito nesta prova, já a mais de 2 mil pontos do cut.

    Do lado feminino a lista de inscritas ainda não é conhecida, mas é provável que as melhores surfistas nacionais rumem ao norte de Espanha, sobretudo Teresa Bonvalot e Yolanda Hopkins, que prosseguem na luta por vagas nas Challenger Series, onde se vai discutir a qualificação para o circuito mundial de 2022.

    Com Teresa atualmente no 7.º posto, dentro do cut, e Yolanda no 10.º, a pouco mais de 200 pontos do cut, a dupla portuguesa procura chegar às rondas finais, para acompanharem Vasco Ribeiro na segunda metade da temporada em busca de um lugar ao sol. Depois do sucesso alcançado em El Salvador, onde Yolanda foi medalha de prata e Teresa de bronze, com ambas a conseguirem assegurar vagas olímpicas, em Pantín tudo joga a favor para mais uma jornada gloriosa para o surf feminino português.

    A prova tem início marcado para 29 de Junho e vai prolongar-se até 4 de Julho, sendo a derradeira oportunidade para os jovens europeus que pretendem alimentar o sonho de chegar à elite mundial.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram