Homepage

  • Será Margaret River o território da redenção de John John?
    01 maio 2021
    arrow
  • Depois de dois inesperados desaires diante do rookie Morgan Cibilic, espera-se uma resposta forte do bicampeão do mundo no Oeste australiano.
  • Completamente recuperado da lesão que gorou todas as suas chances de sagrar-se tricampeão do mundo de surf em 2019, John John Florence entrou a todo o gás na temporada de 2020.

    Em dezembro último, conquistou pela primeira vez na sua carreira o mítico Pipe Masters. Um triunfo muito saboroso, pois já há muito que estava em busca da vitória em Pipeline.

    No entanto, quando se pensava que este triunfo poderia alavancar John John para um domínio nas etapas seguintes do World Championship Tour (WCT), este esbarrou com estrondo em Morgan Cibilic. Nos dois primeiros eventos da perna australiana, o rookie 'aussie' atirou para fora de competição o bicampeão mundial. O mundo do surf de competição ficou de boca aberta perante tais gestas. 

    Golpes duros para Florence em Merewether Beach e Narrabeen, mas que continuam a deixar o surfista havaiano em posição de aceder ao surf-off de Trestles, onde em setembro será discutido o título mundial. O bicampeão mundial ocupa, neste momento, a terceira posição do ranking. É o melhor surfista não-brasileiro do WCT.

    A situação não é para alarme, mas depois de dois dissabores às mãos de Cibilic, chegou a hora de John John ripostar e dar um grito de revolta, como grande campeão que todos sabemos que é.

    Para isso, nada melhor do que a etapa de Margaret River. Latitude onde em duas das últimas três incursões, John John Florence saiu vencedor. "É um sítio que assenta bem ao meu estilo de surf", confidenciou o atleta de 28 anos na antevisão do Margaret River Pro.

    Cenário que contrasta por exemplo com aquele que é vivido pelo rival Gabriel Medina nestas paragens, onde nunca subiu ao lugar mais alto do pódio.

    Uma resposta contundente de John John em Margaret colocaria o havaiano novamente no trilho certo, naquela que seria para este quase como uma reposição da ordem natural do universo. E as previsões apontam para que Florence venha a estar muito cómodo dentro de água.

    Em caso de novo deslize precoce, o que pode sempre suceder pois estamos a falar de desporto, as dúvidas poderiam começar a entrar na cabeça do bicampeão mundial. Isto nunca esquecendo que largos dias, têm 100 anos...

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram