Homepage

  • Seis dos oito finalistas do Narrabeen Classic nunca venceram etapas do WCT
    19 abril 2021
    arrow
  • Frederico Morais, Yago Dora, Griffin Colapinto, Conner Coffin, Morgan Cibilic e Ethan Ewing procuram a primeira vitória num evento do Mundial de Surf.
  • Após uma jornada bem longa, rica em surpresas e emoções estão encontrados os oito melhores surfistas do australiano Rip Curl Narrabeen Classic, a terceira etapa do World Championship Tour de 2021 (WCT).

    Estes são aqueles que resistiram a três duras rondas já disputadas + repescagem num mar que na maior parte das vezes tem estado longe das condições perfeitas. 

    Pelo caminho, cheio de armadilhas, já soçobraram nomes como o campeão mundial Ítalo Ferreira, John John Florence, Filipe Toledo, Jordy Smith ou Julian Wilson.

    Deixando de lado quem já tombou e olhando detalhadamente para quem ainda está em prova vemos desde logo que estão representadas cinco nacionalidades: Austrália, Brasil, Estados Unidos da América, Portugal e Japão.

    Oito surfistas em representação de cinco países, sendo que deste restrito lote de atletas apenas dois deles sabem o que é vencer etapas do WCT. São eles o bicampeão mundial Gabriel Medina, que já venceu por 14g ocasiões, e Kanoa Igarashi, surfista japonês que tem um triunfo mundialista no seu currículo. 

    É verdade que Medina está na equação, mas em competição tudo pode acontecer pelo que este quadro competitivo significa que existem algumas probabilidades de Narrabeen consagrar um vencedor inédito em etapas do Mundial. Precisamente, desde Kanoa Igarashi em Bali no ano de 2019 que ninguém estreia-se a vencer no WCT. Já lá vão quase dois anos e uma pandemia pelo meio.

    E com tanta conversa, pergunta o leitor quem são então esses seis surfistas que almejam o doce sabor da vitória pela primeira vez? Os nomes a reter são: Frederico Morais, Conner Coffin, Griffin Colapinto, Yago Dora, Ethan Ewing e Morgan Cibilic.

    Destes, apenas Kikas e Conner sabem o que é surfar numa final do circuito mundial de surf. Aconteceu em 2017 e 2016, respetivamente. A amarga final para as cores portuguesas de Kikas vs Filipe Toledo em J-Bay e o confronto entre Conner Coffin e John John Florence na nossa Praia de Supertubos, em Peniche

    Quanto aos restantes, Griffin Colapinto e Yago Dora têm como melhores resultados idas às meias-finais. E a verdade é que um destes dois vai igualar essa marca, pois vão defrontar-se nos quartos-de-final do Narrabeen Classic.

    Colapinto já foi terceiro por quatro ocasiões, sendo que a primeira vez que tal aconteceu foi no seu ano de rookie (2018) e no evento de estreia no Mundial. Na Gold Coast.

    Já Yago Dora brilhou e de que maneira na sua primeira aparição no Mundial, o Oi Rio Pro de 2017. Como wildcard, varreu três campeões do mundo na sua gloriosa caminhada: John John Florence, Mick Fanning e Gabriel Medina. Só cedeu diante de outro antigo campeão do mundo, Adriano de Souza, que viria a ganhar a prova.

    Por último, os australianos, que jogam em casa. O rookie Morgan Cibilic tem como melhor resultado o terceiro posto obtido há poucos dias na Rip Curl Newcastle Cup em Merewether Beach, praia da qual é local.

    Quanto a Ethan Ewing atingiu em Narrabeen o seu melhor desempenho, até ao momento, numa etapa do WCT. O melhor que havia conseguido era o discreto 13º lugar por cinco ocasiões.

    Os dados estão lançados, pelo que aguardamos ansiosamente pelo retomar da ação deste apaixonante campeonato. Escusado será dizer por quem o nosso coração palpita...

     

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Outras Notícias Relacionadas