Homepage

  • Italo e John John eliminados; Medina imparável em Narrabeen
    19 abril 2021
    arrow
  • Dia de emoções fortes para definir os quartos-de-final da terceira etapa do WCT 2021.
  • O terceiro dia de ação em Narrabeen, na Austrália, ficou marcado por várias surpresas, com vários candidatos a ficarem pelo caminho durante os oitavos-de-final. Já depois de Frederico Morais ter carimbado a passagem aos quartos-de-final, após triunfo frente ao favorito Filipe Toledo, foi a vez de o campeão mundial em título Italo Ferreira ou de John John Florence também ficarem pelo caminho.

    A exceção à regra foi o número 2 mundial Gabriel Medina, que voou bem alto e garantiu mais um triunfo impressionante, desta feita frente ao compatriota Caio Ibelli. Depois da prestação de Medina, que chegou a esta etapa como número dois mundial, começaram as grandes surpresas. E as eliminações do número um mundial (Italo) e do número 3 (John John) acabaram por garantir virtualmente a liderança do ranking e a licra amarela já a partir da próxima etapa.

    Mas a ação começou bem antes disso, com o que restava completar da ronda 3. Quatro heats apenas, onde houve muito show e surf progressivo. Yago Dora foi um dos grandes responsáveis por isso, mostrando um surf sólido e completo, conseguindo a melhor pontuação do dia, com 16,33 pontos. Jordy Smith e Griffin Colapinto também cumpriram ao vencer as respetivas baterias, mas esta ronda só fecharia com o triunfo surpreendente do wildcard Reef Heazlewood frente ao Ryan Callinan.

    A competição prosseguiu com os oitavos-de-final femininos, onde, ao contrário da prova masculina, as favoritas não se deixaram surpreender. Tudo começou com um triunfo sólido da número um mundial Carissa Moore frente à costarriquenha Brisa Hennessy. Sally Fitzgibbons, Tatiana Weston-Webb, Caroline Marks, Stephanie Gilmore e Courtney Conlogue também venceram com boas performances.

    No entanto, a grande prestação do dia foi novamente da francesa Johanne Defay, que somou 13,83 pontos para triunfar num intenso duelo frente à bicampeã mundial Tyler Wright. Um triunfo que coloca Defay no caminho de Caroline Marks nos quartos-de-final. A única top seed da ronda a perder foi a havaiana Malia Manuel, que foi derrotada pela australiana Keely Andrew, que vai agora medir forças com Carissa.

    De regresso à prova masculina, com uma chamada que não terá agradado a todos os competidores, em virtude da escassez de ondas de qualidade, a ação prosseguiu com o histórico triunfo de Frederico Morais frente a Filipe Toledo e, de seguida, com a vitória de Ethan Ewing sobre Jadson Andre, que faz com que o jovem australiano seja o adversário do português nos quartos-de-final.

    E após a performance dominadora de Medina foi a vez de John John tentar a desforra frente ao rookie Morgan Cibilic, depois de o jovem australiano o ter eliminado de forma surpreendente em Newcastle, na ronda 3. Só que Cibilic provou que nada do que aconteceu na etapa anterior, onde só parou nas meias-finais, foi ao acaso, servindo nova derrota ao havaiano, depois de outra performance sólida em que somou 15,70 pontos, contra apenas 11,77.

    Em virtude deste novo sucesso, o rookie australiano vai agora enfrentar Gabriel Medina nos quartos-de-final. Uma reedição do duelo que houve nas meias-finais em Newcastle. Mas, agora, com o aliciante de que o vencedor desta bateria será o adversário de Frederico Morais nas meias-finais, caso o português supere Ethan Ewing nas meias-finais.

    De seguida foi a vez de Italo Ferreira tentar aproveitar esta situação. Só que pela primeira esta temporada vimos o campeão mundial a não ter uma performance avassaladora. Italo sucumbiu à pressão, com o mar e o relógio a não colaborarem. Com o norte-americano Conner Coffin a assumir a dianteira da bateria, foi já perto do fim que o brasileiro conseguiu fazer um belo aéreo, mas que acabou por não terminar à frente da espuma, o que fez com que os juízes não aceitassem a manobra como completa.

    Italo voltou à carga no último minuto, com mais um aéreo, que embora mais pequeno, ajudou a deixar a bateria empatada, mas com o brasileiro em primeiro. Só que na onda atrás veio Coffin a fazer aquela que seria a melhor onda do heat, acabando por vencer com 11,47 pontos contra 10,67. Um desfecho que deixou o campeão mundial muito irritado ao sair da água. A ira terminou já nos balneários, com um salto para cima da prancha, partindo-a ao meio.

    Depois disto, a competição avançou para os últimos três heats da ronda, onde Kanoa Igarashi começou por vencer o rookie Jack Robinson, seguindo-se mais um triunfo de Yago Dora, desta feita frente a Jordy Smith, outro dos candidatos a cair nesta ronda. Por fim, no último heat do dia, Griffin Colapinto venceu o wildcard Reef Heazlewood, no heat que ajudou a definir o elenco de surfistas para os quartos-de-final e para aquele que será o dia final deste Rip Curl Narrabeen Classic, que pode acontecer já esta terça-feira, mediante as condições do mar.

    Quartos-de-final masculinos:

    Heat 1: Frederico Morais (PRT) x Ethan Ewing (AUS);
    Heat 2: Gabriel Medina (BRA) x Morgan Cibilic (AUS);
    Heat 3: Conner Coffin (EUA) x Kanoa Igarashi (JAP)
    Heat 4: Yago Dora (BRA) x Griffin Colapinto (EUA)

    Quartos-de-final femininos:

    Heat 1: Carissa Moore (HAV) x Keely Andrew (AUS);
    Heat 2: Sally Fitzgibbons (AUS) x Tatiana Weston-Webb (BRA);
    Heat 3: Caroline Marks (EUA) x Johanne Defay (FRA);
    Heat 4: Stephanie Gilmore (AUS) x Courtney Conlogue (EUA)

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram