Homepage

  • Sete apontamentos sobre o dia inaugural da Newcastle Cup
    01 abril 2021
    arrow
  • É certo que é a segunda etapa do WCT 2021, mas a seca era tanta que soube a primeiro dia da temporada!
  • Quatro meses depois, aí estamos nós! A muito aguardada etapa de Newcastle arrancou esta quinta-feira e já nos ofereceu uma madrugada longa de ação, patrocinada pelos melhores surfistas do Mundo. É verdade que o mar não estava espetacular e que só com o avançar do dia o espetáculo foi melhorando, mas a ressaca era tanta que nem as ondas pequenas tiraram a emoção ao momento.

    Tudo começou com uma “buzinadela” simbólica por parte do lendário Mark Richards, que seguiu nos comentários, onde também estiveram outros ex-surfistas australianos do Tour – ponto positivo para a WSL! Pelo meio houve as performances dos favoritos, cada um à sua maneira, e um Frederico Morais que decidiu intrometer-se entre os destaques do dia. Mas já lá vamos…

    É certo que é a segunda etapa do WCT 2021, mas a seca era tanta que soube a primeiro dia da temporada! Eis sete apontamentos sobre o dia inaugural da Rip Curl Newcastle Cup.

    - Começamos pelo que é “nosso”. Patriotismos à parte, a verdade é que Kikas conseguiu uma das performances do dia na prova masculina. Não só por ter conseguido o quarto melhor score da ronda, com 12,27 pontos, acima de nomes como Gabriel Medina, Italo Ferreira ou Filipe Toledo, mas também porque foi taticamente irrepreensível, numa bateria em que se superou a Jordy Smith e também ao australiano Matt Banting. Quando as condições se alinham tudo parece correr bem e a verdade é que sempre que entrava uma onda minimamente decente era Kikas quem estava com a prioridade. Foi assim desde o início ao fim do heat. E Frederico limitou-se a não complicar, dominando a bateria de uma ponta à outra, inclusivamente quando teve de responder ao ataque final dos adversários. Uma bela forma de arrancar a etapa para o herói nacional!

    - O grande destaque do dia acabou por ser o local Ryan Callinan, com um score de 15,26. Algo que parecia quase impossível perante as condições do mar. O fator casa de Callinan acabou por ser decisivo e isso era algo que já se previa neste tipo de mar. Talentoso como poucos, Callinan parece nunca ter conseguido soltar todo o seu real talento no Tour. Foi preciso irmos até Newcastle para o vermos em grande nível. E parece que é para continuar… A minha Fantasy agradece!

    - Entre os favoritos houve um pouco de tudo. A maioria entrou em competição com ganas. Talvez Gabriel Medina tenha sido o mais apático, conseguindo a qualificação de forma sofrida. Italo, por sua vez, entrou com a corda toda e destacou-se ao surfar 17 ondas… Toledo teve aquela positiva q.b., mas o grande destaque foi mesmo John John Florence. O havaiano e líder mundial provou que está cada vez mais completo e a atravessar um super momento. O mar não colaborou, mas ele fez o favor de transformar ondas marginais em scores elevados. A manter-se neste nível será difícil tirar-lhe a licra amarela, parecendo mesmo dos poucos com o lugar já garantido na grande final. Sharp é a palavra que melhor define a prestação de John John;

    - Também houve as desilusões na ronda inaugural, curiosamente grande parte delas entre surfistas australianos. Julian Wilson, Owen Wright e Jack Robinson. Que trio! Todos eles foram atirados para a repescagem, quando parecia que o facto de competirem em casa os iria ajudar. Ainda estão a tempo de recuperar, é certo, mas na repescagem há já um super heat pela frente, com Julian, Jack e ainda MIkey Wirght. Provavelmente, dos melhores heats de sempre de uma repescagem, que vai trazer assim um pouco mais de emoção a esta fase da prova.

    - Pouco se deu por eles, mas a verdade é que os wildcards estiveram em bom plano. Embora os substitutos Matt Banting e Mikey Wright tenham caído para a repescagem, Jackson Baker e Crosby Colapinto conseguiram avançar direto para a terceira ronda e com bom surf a justificá-lo. O Colapinto mais novo venceu o heat onde também estava Medina, enquanto Baker escudou-se num surf power e no conhecimento local para atirar Jack Robinson para a repescagem, não ficando longe da pontuação de Italo Ferreira. Na ronda 3 deverão enfrentar os principais candidatos e não esperem facilidades, pois ambos têm condições para surpreender. Sobretudo, Crosby…

    - Justiça seja feita ao surf feminino, a verdade é que as mulheres entraram na água ao final do dia para elevar o nível. Nenhuma favorita claudicou, com as australianas Sally Fittzgibbons e Stephanie Gilmore a tentarem marcar posição. Contudo, foi a jovem Caroline Marks, talvez motivada por um falso positivo que quase a tirou da etapa, que surgiu em grande forma, conseguido o melhor score do dia da prova feminina e também a única onda excelente em todo o dia de competição, com 8 pontos. O ano de 2021 pode muito bem ser o de Marks!

    - Apesar das expectativas elevadas, o arranque da competição foi lento e tivemos de esperar mais de 15 minutos para ver uma onda decente. Ondas excelentes, então, nem vê-las na prova masculina. Não foi o mar ideal, mas já deu para matar saudades. Mas mais importante que isso é perceber que, numa altura em que tantos dos tops mundiais falam dos Jogos Olímpicos, estas condições são uma réplica perfeita daquilo que poderão encontrar no Japão. E, nesse aspeto, já há surfistas a marcarem pontos. Mesmo assim, sem o mar a colaborar, a verdade é que já estamos ansiosos pelo regresso da ação. Poderá acontecer novamente esta sexta-feira… caso contrário teremos de esperar pela próxima semana, pois as previsões apontam para a queda do mar nos dias seguintes.

    João João Medina

     

    Rip Curl Newcastle Cup pres. by Corona Men’s Seeding Round 1 Results: 
    HEAT 1: Deivid Silva (BRA) 11.10 DEF. Kanoa Igarashi (JPN) 7.20, Conner Coffin (USA) 4.96
    HEAT 2: Filipe Toledo (BRA) 11.00 DEF. Morgan Cibilic (AUS) 10.70, Jadson Andre (BRA) 9.30
    HEAT 3: John John Florence (HAW) 14.56 DEF. Yago Dora (BRA) 12.73, Mikey Wright (AUS) 12.00
    HEAT 4: Frederico Morais (PRT) 12.27 DEF. Jordy Smith (ZAF) 11.17, Matt Banting (AUS) 10.90
    HEAT 5: Crosby Colapinto (USA) 10.74 DEF. Gabriel Medina (BRA) 10.27, Matthew McGillivray (ZAF) 8.16
    HEAT 6: Italo Ferreira (BRA) 12.23 DEF. Jackson Baker (AUS) 11.50, Jack Robinson (AUS) 9.33
    HEAT 7: Jeremy Flores (FRA) 11.84 DEF. Adrian Buchan (AUS) 11.67, Connor O'Leary (AUS) 8.53
    HEAT 8: Peterson Crisanto (BRA) 10.84 DEF. Alex Ribeiro (BRA) 8.67, Owen Wright (AUS) 8.13
    HEAT 9: Ethan Ewing (AUS) 11.77 DEF. Wade Carmichael (AUS) 10.60, Julian Wilson (AUS) 10.53
    HEAT 10: Ryan Callinan (AUS) 15.26 DEF. Griffin Colapinto (USA) 12.50, Leonardo Fioravanti (ITA) 8.37
    HEAT 11: Miguel Pupo (BRA) 10.50 DEF. Jack Freestone (AUS) 9.40, Michel Bourez (FRA) 7.77
    HEAT 12: Caio Ibelli (BRA) 10.54 DEF. Seth Moniz (HAW) 8.86, Adriano de Souza (BRA) 8.84

    Rip Curl Newcastle Cup pres. by Corona Men’s Elimination Round 2 Matchups:
    HEAT 1: Owen Wright (AUS) vs. Adriano de Souza (BRA) vs. Matt Banting (AUS)  
    HEAT 2: Julian Wilson (AUS) vs. Jack Robinson (AUS) vs. Mikey Wright (AUS)  
    HEAT 3: Michel Bourez (FRA) vs. Matthew McGillivray (ZAF) vs. Connor O'Leary (AUS) 
    HEAT 4: Conner Coffin (USA) vs. Jadson Andre (BRA) vs. Leonardo Fioravanti (ITA)

    Rip Curl Newcastle Cup pres. by Corona Women’s Seeding Round 1 Results: 
    HEAT 1: Sally Fitzgibbons (AUS) 14.00 DEF. Nikki Van Dijk (AUS) 10.27, Macy Callaghan (AUS) 8.44
    HEAT 2: Tyler Wright (AUS) 13.37 DEF. Lakey Peterson (USA) 10.50, Keely Andrew (AUS) 8.90
    HEAT 3: Carissa Moore (HAW) 13.73 DEF. Philippa Anderson (AUS) 10.70, Sage Erickson (USA) 10.13
    HEAT 4: Stephanie Gilmore (AUS) 13.50 DEF. Bronte Macaulay (AUS) 9.27, Johanne Defay (FRA) 8.56
    HEAT 5: Caroline Marks (USA) 14.93 DEF. Courtney Conlogue (USA) 11.10, Brisa Hennessy (CRI) 10.10
    HEAT 6: Isabella Nichols (AUS) 9.84 DEF. Tatiana Weston-Webb (BRA) 9.73, Malia Manuel (HAW) 8.14

    Rip Curl Newcastle Cup pres. by Corona Women’s Elimination Round 2 Matchups:
    HEAT 1: Malia Manuel (HAW) vs. Brisa Hennessy (CRI) vs. Keely Andrew (AUS)  
    HEAT 2: Johanne Defay (FRA) vs. Sage Erickson (USA) vs. Macy Callaghan (AUS)

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram