Homepage

  • Jovem norte-americano garante wildcard para a Rip Curl Newcastle Cup
    09 março 2021
    arrow
  • Esta será a terceira vez que o mano Colapinto mais novo compete em etapas do WCT.
  • Está definido o último wildcard para a Rip Curl Newcastle Cup, a etapa que marca o regresso da ação no WCT e que será o primeiro de quarto evento do circuito mundial de 2021 em ondas australianas. O jovem norte-americano Corsby Colapinto foi convidado pela Rip Curl, marca que o patrocina e que dá o nome à etapa, para se juntar à elite mundial.

    A vaga concedida ao irmão mais novo de Griffin Colapinto, que é membro integrante da elite mundial, surge na sequência da ausência de Kelly Slater desta etapa devido a lesão. Com os dois wildcards atribuídos aos australianos Mikey Wright e Jackson Baker, Wright acabou por assumir o estatuto de substituto de Slater, abrindo assim espaço para mais este convite.

    Um wildcard que apanhou Corsby Colapinto de surpresa, uma vez que o jovem norte-americano também viajou para a Austrália, de forma a fazer companhia ao seu irmão. Aproveitando que o jovem californiano também faz parte da bolha criada, a Rip Curl decidiu premiá-lo pelas suas performances recentes no Havai.

    Corsby faz, assim, parte do voo que saiu ontem de Los Angeles rumo a Sydney e que juntou todos os surfistas internacionais do WCT. Entretanto, à chegada à Austrália todos eles foram obrigados a cumprir um período de quarentena, de acordo com as regras do país.

    “Apenas tinha planos para acompanhar o meu irmão e fazer parte da sua entourage. Sabia que a WSL tem planos para arrancar o WQS, entretanto, na Austrália, e pensei que era uma boa ideia vir com o meu irmão, de forma a poder andar pelo evento, a absorver toda este ambiente que rodeia uma etapa do WCT”, afirmou Corsby.  

    Esta será a terceira vez que o mano Colapinto mais novo, um dos jovens talentos à porta do top 100 do circuito mundial de qualificação, compete em etapas do WCT, depois de já o ter feito em 2019 no Surf Ranch, de Kelly Slater, e nesse mesmo ano também na etapa portuguesa, em Peniche. “Sinto-me muito motivado para esta etapa, até porque senti que quando competi em Portugal ainda era bastante novo e imaturo para fazê-lo”, frisou.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram