Homepage

  • Jessi Miley-Dyer assume competições da WSL após saída de Pat O’Connell
    16 fevereiro 2021
    arrow
  • A antiga competidora do WCT e até aqui comissária do circuito mundial feminina vai agarrar assim em todas as pastas já a partir da perna australiana do WCT.
  • O dia de ontem não ficou apenas marcado pelo grande anúncio da WSL sobre as novas etapas do calendário que se vão realizar na Austrália. Pelo meio, a organização que tutela o surf mundial também anunciou a subida de Jessi Miley-Dyer ao cargo de responsável de todas as provas, assumindo o cargo que era de Pat O’Connell.

    A antiga competidora do WCT e até aqui comissária do circuito mundial feminina vai agarrar assim em todas as pastas já a partir da perna australiana do WCT. Além do Tour masculino e feminino, Miley-Dyer vai também ficar responsável pelo WQS, provas especiais e Big Wave Tour.

    Uma decisão que causa alguma surpresa, sobretudo pela saída de Pat O’Connell de um cargo que havia assumido no início de 2019, há cerca de 2 anos. O antigo competidor do WCT vai deixar o cargo no final deste mês, com a WSL a justificar a saída pelo facto de o mesmo ir abraçar novos desafios profissionais.

    “O surf sempre foi uma paixão para mim”, começou por dizer a nova responsável pelos circuitos da WSL. “Desde os tempos em que competia, até agora, em que vou liderar uma incrível equipa que está a desenhar o futuro do surf. Sinto-me afortunado por ter tido a oportunidade de trabalhar naquilo que adoro e que me deu tanto depois de me ter retirado da competição. Estou entusiasmada por liderar este desporto rumo a uma nova era”, frisou.

    Na juventude Jessi-Miley Dyer conquistou inúmeros títulos nacionais australianos e quando cresceu confirmou todo o potencial com o triunfo no WQS em 2006, ano em que venceu a etapa do WWT de Honolua Bay, terminando o circuito mundial no 4.º posto do ranking. No currículo tem ainda um título mundial júnior da ISA. Além disso, a surfista de Sydney conta ainda com um Masters Degree em Business na Universidade de Nova Gales do Sul.

    Para os surfistas, esta foi uma nomeação que os deixa satisfeitos. “Esta nomeação traz uma mudança, ao mesmo tempo que é inspiradora. Ela tem uma visão especial do Tour, uma vez que foi competidora, representante dos surfistas e também representou vários papéis na WSL. É importante para as novas gerações ter mulheres em lugares de liderança”, afirmou a sete vezes campeã mundial Stephanie Gilmore. Já o campeão mundial em título Italo Ferreira garante estar otimista quanto a “um futuro brilhante pela frente” e ansioso por ver até onde Jessi “pode levar o surf mundial”.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram