Homepage

  • Circuito WQS vai mesmo arrancar dentro de 20 dias
    26 janeiro 2021
    arrow
  • Inicialmente, estava previsto que o WQS começasse no Havai, no final deste mês, com o mítico Volcom Pipe Pro, mas as provas no Havai foram todas canceladas...
  • Após muita incerteza e um ano praticamente perdido, parece que a temporada de 2021 do circuito WQS vai mesmo arrancar. Será a 16 de fevereiro, em Boomerang Beach, na região australiana de Nova Gales do Sul, que acontecerá o primeiro campeonato do WQS pós pandemia e aquele que marca o arranque da temporada 2021.

    Com um país praticamente isolado do Mundo, fruto da política que obriga todas as pessoas que cheguem ou regressem a fazerem um isolamento obrigatório de 15 dias, a Austrália será, assim, o palco natural deste comeback do WQS, em pleno verão na Oceânia. De 16 a 19 de fevereiro os melhores surfistas regionais irão medir forças no Great Lakes Pro, um QS1000 que se disputará na mítica praia de Boomerang Beach.

    Apesar de ter estatuto mínimo, este campeonato deverá reunir muitas expectativas, desde logo por marcar o regresso à ação. Dessa forma, também poderá atrair alguns nomes sonantes do circuito, que estarão, certamente, ansiosos por voltarem a vestir a licra. Apesar da proximidade do evento, que começa dentro de 15 dias, a lista de inscritos ainda não é conhecida. No entanto, a organização já revelou que os jovens surfistas locais Ross Cadden e Charlize Everitt serão os wildcards. Nos próximos dias deverão surgir mais novidades.

    Este Great Lakes Pro fazer parte de uma série de quatro eventos, que serão os primeiros do WQS. Todos eles formam a NSW Surf Pro Series, que será determinante para determinar os surfistas australianos que conseguem a qualificação para as novas Challenger Series do WQS, que na segunda metade da temporada ajudarão a definir quem entra no WCT 2022.

    Depois de Boomerang Beach, os surfistas seguem para Port Stephens, onde acontece novo QS1000 de 21 a 23 de fevereiro. De 26 a 28 de fevereiro a ação acontece em Maroubra, com o terceiro QS1000 destas séries. Por fim, 2 a 7 de Março os vencedores destas NSW Surf Pro Series, que contam com provas masculinas e femininas, serão encontrados no QS3000 de Avoca Beach, o Central Coast Pro.

    “Estamos muito entusiasmados por regressar à pitoresca praia de Boomerang”, começou por dizer o comissário regional da WSL Australasia, Will Hayden-Smith. “Este é um evento importante por ser o primeiro a nível global, mas também por marcar a estreia deste novo conceito regional, que vai trazer mais oportunidades aos jovens surfistas de cada continente. Dessa forma, estou certo que iremos ver em ação os talentos mais promissores da Austrália e Nova Zelândia”, frisou.

    Só depois destes eventos australianos surgem mais campeonatos no calendário, mas ainda todos com o estatuto de “tentativa”, ou seja, a aguardarem confirmação. É ainda uma incógnita se o QS3000 do Senegal, que tem datas provisórias de 3 a 7 de Março, avança ou não. Ou o mesmo para as provas do Equador, Indonésia, Portugal (Caparica e Santa Cruz) e por aí fora… Contudo, nesta nova lógica mais regional do WQS 2021, o processo logístico e burocrático poderá ser bem mais simples para surfistas e organizadores.

    Inicialmente, estava previsto que o WQS começasse no Havai, no final deste mês, com o mítico Volcom Pipe Pro. Contudo, a pandemia fez com que o governo havaiano decidisse proibir todas as provas de surf que estavam programadas. Além dessa icónica etapa do WQS, também a segunda etapa do WCT, que estava marcada para Sunset, acabou por ser cancelada.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram