Homepage

  • Gabriel Medina considera 'injusto' o novo formato do WCT
    10 dezembro 2020
    arrow
  • O bicampeão do mundo considera que deveria existir uma regra que evitasse o sur-off em caso de um surfista ter uma grande vantagem sobre os demais.
  • Para esta temporada de 2021, a World Surf League (WSL) introduziu um novo formato no que diz respeito à atribuição dos títulos máximos do surf mundial.

    Ao contrário do que vinha a ser regra, desta feita tudo será decidido através de um surf-off a realizar na onda californiana de Trestles, entre os dias 8 e 17 de setembro de 2021.

    Para este evento decisivo, as 'WSL Finals', serão apurados os cinco melhores surfistas durante a época regular do World Championship Tour (WCT), que é composta, para já, por 12 eventos.

    Uma solução competitiva promovida pelo novo CEO da WSL, Erik Logan, que naturalmente agrada a uns e desagrada a outros.

    Nesse lote de descontentes encontra-se o bicampeão mundial Gabriel Medina, que na época passada até perdeu o título, em Pipeline, numa finalíssima diante do compatriota Ítalo Ferreira.

    "Considero injusto. A mudança introduzida foi a votos entre os surfistas e houve muita discussão até existir um consenso. Muitos surfistas mostraram-se contra esta solução", revelou Medina em declarações concedidas ao brasileiro 'Globo'.

    Para suster a sua opinião contra o formato de surf-off, Gabriel até vai buscar um exemplo a uma outra modalidade.

    "Por exemplo, na Fórmula 1, o Lewis Hamilton foi campeão mundial com vários Grandes Prémios de antecedência. Assim, com um formato destes, seria como se depois de ganhar oito ou nove corridas ainda tivesse de ir fazer uma final com mais quatro pilotos. É injusto", considera o paulista.

    Para Gabriel Medina, deveria de existir uma "regra mais específica". "Se existir alguém com um avanço muito grande em relação aos demais não deveria de existir esse surf-off. Ainda por cima no surf, que é uma modalidade que depende da natureza. E agora com a pandemia de Covid-19, imaginemos que quem lidera o ranking testa positivo nesse dia da final? Enfim, não me quero meter em mais nada e vou fazer o meu trabalho", concluiu o atleta de 26 anos.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Outras Notícias Relacionadas