Homepage

  • Kikas na ronda 3 do Pipe Masters; John John e Slater animam arranque em Pipe
    10 dezembro 2020
    arrow
  • Próxima chamada marcada para sexta-feira!
  • Arrancou o muito aguardado circuito mundial de 2021. Apesar de alguns solavancos iniciais, que levou mesmo à interrupção da prova por cerca de uma hora antes de o nosso Frederico Morais se estrear, as ondas foram melhorando ao longo do dia, assim como o espetáculo, que teve como principais intervenientes nomes como John John Florence, Kelly Slater e Jack Freestone. Frederico Morais pode não ter tido oportunidades de dar show como os demais, mas garantiu a passagem direta à ronda 3, que é o mais importante nesta fase.

    Depois de os dois heats iniciais terem sido vencidos por Kanoa Igarashi e Yago Dora, sem que as ondas tenham ajudado, a organização de prova decidiu esperar pelo regresso do vento offshore. Foi aí que Kikas se estreou em prova e, mesmo sem o mar a colaborar, deu luta num heat muito renhido. Toledo acabou por vencer com 7,63 pontos, seguindo-se Kikas com 7,50. O português acabou por atirar o australiano Mikey Wright (6,90) para a repescagem, depois de uma disputa em que os três só conseguiram uma onda intermédia. E curiosamente a de Kikas até foi a mais baixa de todas. No entanto, valeu ao português e maior backup dos três, com 2,50 pontos que, por incrível que pareça, fizeram a diferença.

    O mar não estava fácil para ninguém e os favoritos que se seguiram também sentiram muitas dificuldades. Jordy Smith venceu à vontade, mas o mesmo não aconteceu com Gabriel Medina, que viu o wildcard Josh Moniz vencer a bateria, escapando à ronda de eliminação por apenas 0,03 pontos. As mesmas centésimas que obrigam Adriano de Souza a ir à repescagem. Já o campeão mundial Italo Ferreira venceu a bateria 6, com uma prestação intermédia.

    A partir daqui começou o verdadeiro espetáculo, que teve como principal nome o príncipe local John John Florence. Se dúvidas existissem, o havaiano provou que está de regresso à melhor forma e com sangue nos olhos para recuperar o título mundial. 14,24 pontos e um festival de técnica e à vontade nos tubos de Pipe. O espetáculo não abrandou porque no heat seguinte foi a vez de Kelly Slater entrar na água de twin fin e aos quase 49 anos mostrar quem é o rei do surf mundial. Venceu a bateria facilmente, com 10,83 pontos. No caso de Slater são os melhores 10,83 pontos a que podemos sempre assistir nestes campeonatos.

    A partir daí a prova poderia perder algum interesse por todos os candidatos já terem competido, mas os outsiders e as ondas ajudaram a elevar ainda mais um pouco a magia. Jeremy Flores e Caio Ibelli proporcionaram um bom heat, com o triunfo a cair para o brasileiro. E no heat seguinte Julian Wilson fez a proeza de ser o único top seed a cair nas repescagens, depois de ser superado por Griffin Colapinto e Miguel Pupo.

    A melhor performance do dia estava guardada para o penúltimo heat, onde o inesperado Jack Freestone assumiu o papel principal deste primeiro dia de prova, conseguindo mesmo duas ondas na casa da excelência, que lhe renderam um score de 16,17 pontos. Para fechar o dia em beleza, o também australiano Jack Robinson, rei dos tubos por onde passa, carimbou o triunfo na sua estreia como rookie do WCT, graças a uma bela performance.

    A prova não avançou para a repescagem e assim ainda não é conhecido o adversário de Kikas na 3.ª ronda. O surfista português começou o evento com o número 20 do seeding. Mas isso poderá mudar na 3.ª ronda, desde logo porque há gente melhor posicionada que pode cair na repescagem, como Julian Wilson, Ryan Callinan, Wade Carmichael e Conner Coffin, mas também porque houve triunfos nesta ronda inaugural que vão dar um pouco a volta ao seeding.

    Quando a prova regressar, o que não acontece certamente esta quinta-feira, uma vez que o call já foi marcado para sexta-feira, e quando se conhecerem as primeiras quatro eliminações deste Pipe Masters logo se perceberá que espécie de missão Frederico terá pela frente na ronda 3 da prova de abertura da temporada de 2021. Para já, contentemo-nos com o facto de Kikas ter passado pela primeira vez na história à 3.ª ronda em Pipe.

     

    Billabong Pipe Masters presented by Hydro Flask Seeding Round Results:

    Heat 1: Kanoa Igarashi (JPN) 10.30 DEF. Morgan Cibilic (AUS)  5.04, Peterson Crisanto (BRA) 0.90
    Heat 2: Yago Dora (BRA) 6.90 DEF. Kolohe Andino (USA) 6.50, Leonardo Fioravanti (ITA) 2.20
    Heat 3: Filipe Toledo (BRA) 7.63 DEF. Frederico Morais (POR) 7.50, Mikey Wright (AUS) 6.90
    Heat 4: Jordy Smith (ZAF) 12.00 DEF. Jadson Andre (BRA) 4.67, Sebastian Zietz (HAW) 4.50
    Heat 5: Joshua Moniz (HAW) 9.60 DEF.  Gabriel Medina (BRA) 5.60, Adriano de Souza (BRA) 5.57 
    Heat 6: Italo Ferreira (BRA) 10.53 DEF Matthew McGillivray (ZAF) 10.16, Miguel Tudela (PER) 3.44
    Heat 7: John John Florence (HAW) 14.24 DEF, Deivid Silva (BRA) 11.20, Conner Coffin (USA) 10.37
    Heat 8: Kelly Slater (USA) 10.83 DEF. Connor O'Leary (AUS) 7.46, Wade Carmichael (AUS) 1.50
    Heat 9: Caio Ibelli (BRA) 13.33 DEF. Jeremy Flores (FRA) 12.73, Ethan Ewing (AUS) 7.47
    Heat 10: Julian Wilson (AUS), Griffin Colapinto (USA), Miguel Pupo (BRA) 
    Heat 11: Seth Moniz (HAW), Jack Freestone (AUS), Alex Ribeiro (BRA) 
    Heat 12: Michel Bourez (PYF), Ryan Callinan (AUS), Jack Robinson (AUS) 

    Billabong Pipe Masters presented by Hydro Flask Elimination Round Match-Ups:

    Heat 1: Julian Wilson (AUS), Ethan Ewing (AUS), Miguel Tudela (PER)
    Heat 2: Ryan Callinan (AUS), Alex Ribeiro (BRA), Sebastian Zietz (HAW)
    Heat 3: Adriano de Souza (BRA), Wade Carmichael (AUS), Mikey Wright (AUS)
    Heat 4: Conner Coffin (USA), Peterson Crisanto (BRA), Leonardo Fioravanti (ITA)

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Outras Notícias Relacionadas