Homepage

  • Vasco Ribeiro fica à porta do top 10 mundial
    16 março 2020
    arrow
  • Na liderança do ranking está o australiano Matt Banting, que teve um arranque de temporada avassalador.
  • O 9.º posto alcançado por Vasco Ribeiro em Sydney, na prova inaugural das Novas Challenge Series do WQS, fez o surfista do Estoril subir oito lugares no ranking, deixando-o à porta do top 10 mundial. Vasco é agora o 11.º do ranking, a apenas um lugar de entrar no cut que garante a qualificação para o WCT 2021.

    Vasco soma 7375 pontos, depois de ter conseguido amealhar 3500 pontos em Sydney, que juntou aos 3250 que havia conseguido com o 3.º posto no QS5000 de Marrocos. A juntar a isso, Vasco Ribeiro ainda conta 375 pontos pelo 25.º posto no QS5000 de Fernando de Noronha e 250 pontos do 73.º posto do QS5000 de Newcastle, resultado que são para descartar.

    Com o norte-americano Michael Dunphy a fechar o top 10 do ranking do WQS, com 725 pontos de avanço sobre o português, Vasco fica agora dependente do que acontecer daqui para a frente devido à pandemia do coronavírus. A verdade é que a WSL adiou todas as provas de março, mas mais adiamentos e cancelamentos se devem seguir, sendo ainda uma incógnita quando - e se - a ação vai retomar.  

    Na liderança do ranking está o australiano Matt Banting, que teve um arranque de temporada avassalador. A um triunfo no QS3000 de Avoca Beach, o ex-top do WCT juntou um 5.º posto no QS5000 de Newcastle e o 2.º posto neste Sydney Surf Pro, o que o deixa com 13500 pontos e bem lançado para regressar à elite mundial em 2021.

    Na vice-liderança do ranking está o norte-americano e também ex-top do WCT Nat Young, enquanto o italiano Leo Fioravanti surge a fechar o top 3, depois de ter vencido a prova de Sydney. Ambos já superaram a barreira dos 10 mil pontos.

    Em termos nacionais o segundo melhor surfista do ranking é Frederico Morais, que surge no 43.º posto, com 3600 pontos, sendo que 3250 foram resultado do 3.º posto no QS3000 de Marrocos. O outro resultado foi fruto do 73.º posto em Sydney. O terceiro melhor português do ranking já surge fora do top 100 mundial, sendo ele Guilherme Fonseca, com 1424 pontos que lhe dão o 118.º posto da carreira.

    Top 10 do Ranking masculino do WQS:

    1. Matt Banting (Austrália)
    2. Nat Young (Estados Unidos)
    3. Leo Fioravanti (Itália)
    4. Shun Murakami (Japão)
    5. Ryan Callinan (Austrália)
    6. Wiggolly Dantas (Brasil)
    7. Jadson Andre (Brasil)
    8. Liam O’Brien (Austrália)
    9. Alonso Correa (Peru)
    10. Michael Dunphy (Estados Unidos)
    --------------------------
    11. Vasco Ribeiro (Portugal)
    43. Frederico Morais (Portugal)
    118. Guilherme Fonseca (Portugal)

    Do lado feminino a melhor surfista portuguesa no ranking é a campeã nacional Yolanda Hopkins, que surge no 26.º posto, depois de ter perdido algumas posições em virtude da eliminação na 2.ª ronda em Sydney. Com dois 17.º postos nos QS5000 de Newcastle e da China, Yolanda está a cerca de 4 mil pontos do top 6 mundial, onde se encontra o cut.

    Segue-se Teresa Bonvalot no 38.º posto, com 2700 pontos, e Carol Henrique no 57.º posto, com 1938 pontos. Já fora do top 100 mundial surge Leonor Fragoso, no 111.º posto, com apenas 708 pontos.

    Na liderança do ranking está a costarriquenha Brisa Hennessy, que já tem 15200 pontos, depois de ter vencido o QS5000 da China, de ter sido 3.ª no QS3000 de Avoca Beach e de agora ter conseguido um 3.º posto em Sydney. A surfista que pertence à elite mundial feminina está lançada para carimbar a requalificação para 2021, numa altura em que tem já quase 5 mil pontos de avanço sobre a concorrência direta.

    Top 6 do ranking feminino do WQS:

    1. Brisa Hennessy (Costa Rica)
    2. Kirra Pinkerton (Estados Unidos)
    3. Gabriela Bryan (Havai)
    4. Bronte MaCaulay (Austrália)
    5. Carissa Moore (Havai)
    6. Molly Picklum (Austrália)
    -----------------------------

    26. Yolanda Hopkins (Portugal)
    38. Teresa Bonvalot (Portugal)
    57. Carol Henrique (Portugal)
    111. Leonor Fragoso (Portugal)

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram