Homepage

  • Vasco Ribeiro soma e segue em Sydney
    12 março 2020
    arrow
  • Agora, nos oitavos-de-final Vasco Ribeiro vai medir forças com Liam O’Brien, um dos jovens emergentes do surf australiano.
  • Vasco Ribeiro prosseguiu, esta quinta-feira, a caminhada triunfante em Manly Beach, qualificando-se para os oitavos-de-final do Sydney Surf Pro, aquela que é a prova inaugural das novas Challenge Series do WQS e que distribui 10 mil pontos ao vencedor. O surfista português já está entre os 16 melhores surfista do evento e este resultado deverá colocá-lo bem próximo do topo do ranking WQS.

    A competir no heat 2 da 4.ª ronda, o surfista português teve de sofrer um pouco para seguir em frente, mas no final conseguiu mais uma qualificação. O heat foi vencido pelo italiano e top do WCT Leo Fioravanti, com 13,90 pontos. Depois Vasco acabou por vencer a batalha com o francês Charly Martin, somando 11,83 pontos contra 11,56 do adversário.

    Agora, nos oitavos-de-final Vasco Ribeiro vai medir forças com Liam O’Brien, um dos jovens emergentes do surf australiano, que em 2019 ficou muito perto de conseguir a qualificação para o WCT e que está a ser um dos grandes destaques desta prova. Caso supera mais esta ronda, o surfista do Estoril vai marcar encontro nos quartos-de-final com o vencedor do heat entre Fioravanti e Nat Young.

    Para já, Vasco já garantiu o 9.º posto, o que quer dizer que já ninguém lhe tira 3500 pontos para o ranking e ainda 3250 dólares de prémio. E se avançar mais uma ronda chega aos 5 mil pontos e 4500 dólares. Este é já o melhor resultado do surfista português na presente temporada, uma vez que supera os 3250 pontos somados com o 3.º posto alcançado no QS5000 de Marrocos, no final de janeiro.

    Vasco Ribeiro chegou a este evento australiano no 19.º posto do ranking, mas este resultado deverá fazê-lo subir para o top 10 mundial, que no final da temporada garante a qualificação para o WCT 2021. Virtualmente, Vasco é já 7.º do ranking, mas tudo dependerá do desfecho deste Sydney Surf Pro.

    A seu favor na luta pela qualificação Vasco Ribeiro tem o facto de habitualmente fazer melhor pontas finais de ano do que propriamente os arranques. E a verdade é que em 2020 o início de temporada está a ser bem proveitoso. Depois de Sydney, o circuito segue logo para uma nova etapa em Piha, na Nova Zelândia, também a contar para as Challenge Series e a distribuir 10 mil pontos ao vencedor.

    Após estas importantes provas, o circuito vem para Portugal, onde se deverão desenrolar dois QS3000, um na Caparica e outro em Santa Cruz. Isto, claro, se não houver nenhum adiamento devido à pandemia do coronavírus. Resta lembrar que na reta final da temporada Vasco ainda terá vários campeonatos ao jeito do seu surf, como o QS10000 da Ericeira e as duas provas havaianas de final da temporada, em Haleiwa e Sunset, ambas de 10 mil pontos.

    Resta lembrar que Vasco Ribeiro está a ser o surfista português mais bem sucedido em Sydney, depois de Frederico Morais ter ficado pelo caminho logo na 2.ª ronda, enquanto na prova feminina a melhor prestação lusa foi a de Yolanda Hopkins, que também perdeu na 2.ª ronda – Teresa Bonvalot e Carol Henrique ficaram-se pela ronda inaugural.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram