Homepage

  • Mulheres em maioria entre a armada lusa que vai a Newcastle
    11 fevereiro 2020
    arrow
  • Este antigo QS6000, que viu o seu estatuto ser reduzido em virtude da reformulação do circuito WQS para 2020, vai acontecer de 2 a 7 de março.
  • Aproxima-se a passos largos o início da perna australiana do WQS. Primeiro serão os campeonatos de menor estatuto, onde Portugal vai estar representado por Yolanda Sequeira e Leonor Fragoso, depois começam a chegar as provas mais importantes. A primeira delas, antes do novo campeonato das Challenge Series de Sidney, é o QS5000 de Newcaslte, onde a armada lusa vai estar representada por cinco surfistas, sendo que apenas um deles vai estar na prova masculina.

    As raparigas estão assim em larga maioria, mostrando bem a evolução recente do surf feminino português. Teresa Bonvalot e Carol Henrique entram dieretamente para a 2.ª ronda, enquanto Yolanda Hopkins começa na ronda inaugural, devido ao ranking com que terminaram 2019. A elas pode juntar-se ainda Leonor Fragoso, que neste momento é a terceira da lista de alternates.

    As surfistas portuguesas vão ter assim pela frente um grande teste ao atual momento, numa prova que reúne as melhores surfistas do WQS. Depois de resultados de destaque na China e em Tenerife, que colocaram, por exemplo, Yolanda e Teresa dentro do top 15 mundial, chegou a hora de tentarem amealhar mais pontos importantes nas sempre concorridas ondas australianas.

    Já na prova masculina a representação portuguesa vai estar a cargo de Vasco Ribeiro, sendo ele o único português inscrito nesta prova. Vasco vai começar a participação na ronda inaugural, fruto da forte concorrência que há neste evento. Mas o 3.º posto alcançado recentemente em Marrocos dá-lhe a ambição de tentar chegar longe neste evento.

    Este antigo QS6000, que viu o seu estatuto ser reduzido em virtude da reformulação do circuito WQS para 2020, vai acontecer de 2 a 7 de março e terá em prova nomes sonantes do WCT, como são os casos da francesa Johanne Defay ou dos australianos Julian Wilson e Ryab Callinan, num total de cinco surfistas pertencentes à elite mundial feminina e seis pertencentes à masculina.

    Depois de Newcastle todas as atenções se centram em Sidney, onde de 9 a 14 de março se realiza um novo evento máximo do WQS, pertencente às Challenge Series. Um evento que será exclusivo praticamente ao top 100 mundial masculino e top 60 feminino, sendo interessante perceber se, no lado masculino, a Vasco se junta Frederico Morais, e, no lado feminino, quantas portuguesas conseguem entrar nesta prova.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram