Homepage

  • Japão soma novo triunfo importante no WQS
    13 janeiro 2020
    arrow
  • Murakami arranca a temporada na liderança do ranking do WQS, já com 5 mil pontos somados.
  • O surf japonês atravessa um momento de forma único e este domingo isso voltou a ser confirmado, com o triunfo do jovem Shun Murakami na prova masculina do novo QS5000 de Hainan, na China. Já na prova feminina a vitória final foi para a costarriquenha e top do WWT Brisa Hennessy.

    No dia final realizaram-se as meias-finais da prova chinesa, com as surpresas a reinarem até final. Nos homens, o havaiano Keanu Asing levou a melhor num duelo de ex-tops do WCT, frente ao norte-americano Pat Gudauskas. Já na segunda meia-final Murakami venceu um duelo asiático frente ao jovem indonésio Rio Waida.

    Murakami, que terminou 2019 fora do top 100 mundial, mas que conseguiu carimbar uma vaga para o Japão nos Jogos Olímpicos de Tóquio’2020, começou assim a temporada da melhor forma, depois de bater Asing numa final equilibrada que terminou com 12,67 pontos para o surfista nipónico e apenas 10 para o havaiano.

    Com este desfecho, Murakami arranca a temporada na liderança do ranking do WQS, já com 5 mil pontos somados. Embora ainda não tenha a presença em Tóquio assegurada, uma vez que Kanoa Igarashi já está apurado pelo WCT e ainda existe a possibilidade de um segundo japonês apurar-se pelo Mundial ISA 2020, a verdade é o jovem surfista, de apenas 22 anos, começa a afirmar-se como um valor seguro do surf oriental.

    Estes foi mais um sucesso para o Japão, que nos últimos tempos tem mostrado ser uma força de futuro no surf mundial. Depois do histórico apuramento de Amuro Tsuzuki para o circuito mundial feminino em 2020, sendo a primeira a fazê-lo entre mulheres e homens, talvez o surf japonês comece agora a sonhar também com uma qualificação masculina – Kanoa Igarashi compete pelo Japão, mas apurou-se como norte-americano.

    Nas mulheres as meias-finais também tiveram o Japão em grande nível, mas ambas as representantes do país do sol nascente acabaram por não conseguir melhor que o 3.º posto. Hinako Kurokawa foi eliminada por Hennessy, enquanto Minami Nonaka perdeu para a francesa Vahine Fierro.

    O heat decisivo ficou marcado por muito equilíbrio, com Fierro, antiga campeã mundial júnior, a começar mais forte e a chegar rapidamente aos 11,86 pontos com que terminou o heat. Só que a costarriquenha, de origem havaiana, respondeu já perto do final, operando a reviravolta no heat com as duas últimas ondas, acabando por vencer com 12 pontos.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram