Homepage

  • Começo positivo para as portuguesas no Chi​le
    14 dezembro 2019
    arrow
  • Agora, Carol e Yolanda vão medir forças no heat 4 da 2.ª ronda, onde também terão a oposição da basca Ariane Ochoa e ainda da chilena Lorena Fica.
  • Arrancou esta sexta-feira o QS1500 femininos de Punta de Lobos, no Chile, que, curiosamente, apesar de ser disputado em dezembro de 2019, está já a contar para o WQS 2020. Em prova estão duas surfistas portuguesas. Ambas superaram a ronda inaugural, com a campeã nacional Yolanda Sequeira em destaque, uma vez que entrou em prova com um triunfo seguro.

    A primeira surfista nacional a entrar em prova foi Carol Henrique, no heat 5, que foi vencido pela peruana Anali Gómez, campeã em título deste evento. Com 8,65 pontos, Carol foi superada pelos 9,85 da experiente surfista, mas conseguiu avançar também para a 2.ª ronda, deixando a chilena Antonia Vidueira (5,00) pelo caminho.

    Depois, Yolanda entrou em ação no heat 7, que venceu com categoria. A surfista algarvia somou 11,75 pontos e superou a peruana Daniella Rosas (10,75), que foi a primeira surfista a garantir vaga em Tóquio’2020. Pelo caminho ficaram as chilenas Estela López (5,85) e Paloma Santos (4,50).

    Agora, ambas as surfistas lusas vão medir forças no heat 4 da 2.ª ronda, onde também terão a oposição da basca Ariane Ochoa e ainda da chilena Lorena Fica. Em jogo estão duas vagas nos quartos-de-final, onde a premiação já ascende aos 500 dólares e aos 750 pontos para o ranking WQS.

    Destaque ainda para a presença em prova de Camilla Kemp, que também já está na 2.ª ronda. Só que a campeã nacional de 2018 está a competir com a bandeira alemã, o que significa que em 2020 irá representar um novo país na WSL e até na ISA.