Homepage

  • Frederico Morais: 'Sinto que o WCT é o campeonato ao qual pertenço'
    05 novembro 2019
    arrow
  • Kikas parte para o Havai ciente de que "não existe margem para relaxar" na corrida ao apuramento para o World Championship Tour de 2020.
  • É já amanhã que Frederico Morais está de abalada para o Havai, destino onde nas próximas semanas o luso espera garantir o passaporte para o World Championhisp Tour (WCT) de 2020 e assim regressar à elite do surf mundial. 

    Um lote muito restrito e sobre o qual o de Cascais tem uma visão muito pessoal. "Honestamente, sinto que é o campeonato ao qual pertenço", disse esta tarde durante a sua presença no Programa 'Desportistas no Palácio de Belém', onde foi recebido, no Palácio de Belém, pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. 

    Atualmente no top 10 da World Qualifying Series e consequentemente em lugares de qualificação para 2020, é atualmente o sexto, Frederico terá no Havai uma excelente oportunidade para selar o regresso ao mais importante campeonato mundial de surf. Sobretudo porque já se deu bem nas duas provas de estatuto QS10000, em Haleiwa e Sunset.

    Foi nesses eventos que Kikas conseguiu garantir a qualificação para o WCT, em 2016, depois de ter sido vice-campeão dos dois. Contudo em vésperas das decisões, a prudência é a nota dominante. 

    "Serão duas etapas decisivas e que não serão nada fáceis. Estou bem no 'ranking', em sexto lugar, mas não dá para relaxar porque de um campeonato para o outro podemos sair do top 10. Esse é uma situação que não quero que suceda. Estão a chegar dois eventos de que gosto. Sinto-me confortável ao surfar nessas ondas. Agora é deixar os nervos de lado, surfar e dar tudo por tudo", garante o surfista de 27 anos.

    É com "mais paixão do que nunca pelo surf" e com uma enorme vontade de "representar Portugal ao mais alto nível e partilhar com todos os portugueses os sucessos obtidos" que Frederico Morais parte para o Havai.

    Um destino no qual o português já foi muito feliz, mas que em 2018, com a agravante de ter uma lesão num pé, ditou o seu afastamento do WCT. Lesão que, de acordo com o próprio Kikas, condicionou o arranque da sua época de 2019. 

    O desporto dá e tira, mas, regra geral, possibilita sempre uma segunda oportunidade. Depois de uma longa caminhada e naturalmente muito trabalho está aí a oportunidade, quase um ano depois da grande desilusão.

    Frederico Morais sabe isso melhor do que ninguém, isto apesar de não esquecer o passado e tudo o que passou para estar novamente bem colocado para atingir, mais uma vez, o sonho de uma vida.

     

     

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram