Homepage

  • Kikas já conhece rivais na 3.ª ronda em Sunset
    28 novembro 2019
    arrow
  • Apesar de já estar apurado para o WCT 2020, Kikas ainda tem como objetivos vencer o ranking mundial de qualificação, do qual é líder, e também a prestigiante Triple Crown havaiana.
  • O QS10000 de Sunset Beach regressou esta quarta-feira à água, depois de dois dias de um dia de pausa devido às fracas condições do mar. Ainda não foi desta que Frederico Morais se estreou na última etapa do ano do circuito WQS, mas após a realização da 2.ª ronda o surfista português já ficou a conhecer os adversários que terá pela frente na 3.ª ronda.

    Além do francês e top do WCT Michel Bourez, com quem Kikas já sabia que teria de competir, o heat 5 da ronda 3 vai contar ainda com a presença do brasileiro Ian Gouveia e também do jovem havaiano Cody Young. O heat nada fácil para o português, que, apesar de já estar apurado para o WCT 2020, ainda tem como objetivos vencer o ranking mundial de qualificação, do qual é líder, e também a prestigiante Triple Crown havaiana.

    Se no primeiro caso as contas podem ser mais fáceis, uma vez que Kikas tem virtualmente cerca de 4 mil pontos de avanço sobre os mais diretos rivais, os brasileiros Jadson Andre (n.º 2) e Yago Dora (n.º3), em relação à Triple Crown o surfista de Cascais terá de fazer mais um resultado forte em Sunset para depois tentar segurar o triunfo na etapa do WCT em Pipeline, para a qual já está confirmado.

    A verdade é que os mais diretos adversários nesta luta, nomeadamente os três surfistas que Frederico bateu na final em Haleiwa, ainda estão em prova em Sunset. Matthew McGillivray e Leo Fioravanti apenas entram em prova também na 3.ª ronda, enquanto o jovem australiano Ethan Ewing estreou-se com um triunfo robusto na 2.ª ronda. Mas estas contas só deverão regressar à água, no domingo, quando o mar promete voltar a oferecer ondas de qualidade - esta quinta-feira a prova vai parar por ser dia de Ação de Graças. 

    Quem também pode ser um osso duro de roer nestas contas é o francês Michel Bourez, que em Haleiwa foi derrotado por Kikas nas meias-finais. Caso o volte a fazer já nesta 3.ª ronda, o português tira um importante adversário do caminho, uma vez que Bourez também entra em prova no Pipe Masters. Já Kelly Slater, que também caiu nas meias-finais em Haleiwa, não parece ser um obstáculo, uma vez que cancelou a participação neste evento de Sunset.

    Por outro lado, em prova nesta etapa irão estar Gabriel Medina e Kolohe Andino, que aproveitam assim para ganhar balanço para a corrida pelo título mundial, que se decidirá em Pipe. Embora não entrem nestas contas do WQS e, muito provavelmente, da Triple Crown, ambos poderão atrapalhar e muito os candidatos à qualificação para o WCT 2020.

    Aliás há cada vez menos pretendentes à elite mundial em prova, depois de várias eliminações comprometedoras na 2.ª ronda. O caso mais flagrante foi o do brasileiro Samuel Pupo, vencedor do QS10000 da Ericeira. Por apenas 0,20 pontos, Pupo saiu de cena, numa altura em que ocupava o 12.º posto do ranking, o primeiro abaixo do cut, a apenas 170 pontos de reentrar nas contas – algo que poderia conseguir com a qualificação para a 3.ª ronda.

    Tim Bisso, Jordan Lawler, Josh Moniz, Caleb Tancred, Evan Geiselman, Pat Gudauskas, Nomme Mignot, Hiroto Ohhara, Reo Inaba, Tomas Hermes, Matt Banting, Luel Filipe e Adin Masencamp foram outros dos surfistas que já disseram adeus às contas. E quem as complicou foi o norte-americano Jake Marshall, que ao perder na 2.ª ronda, fica à mercê dos outros candidatos, numa altura que é 9.º do ranking, apenas com mais 640 pontos que o último surfista dentro do cut, o francês Jorgann Couzinet.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram