Homepage

  • Portugueses eliminados pelos favoritos em Supertubos
    18 outubro 2019
    arrow
  • Já Kelly Slater, com uma das melhores performances do dia, aproveitou da melhor forma a derrota na 2.ª ronda do havaiano Seth Moniz, para recuperar novamente a posição na luta pela qualificação olímpica.
  • O dia até começou da melhor forma em Supertubos para a armada lusa, mas acabaria com todos os portugueses eliminados após a finalização da 3.ª ronda do MEO Rip Curl Pro Portugal. Frederico Morais, Vasco Ribeiro e Miguel Blanco não resistiram ao poderia dos tops mundiais, que confirmaram o favoritismo graças aos muitos aéreos que marcaram a jornada desta sexta-feira.

    Esperava-se um dia com muitos tubos, mas só pela manhã se assistiu a alguma ação tubular e com Kikas em destaque. Já depois de Miguel Blanco ter conseguido superar o heat 1 da repescagem, onde ficou atrás do australiano Owen Wright e à frente do neozelandês Ricardo Christie, foi a vez de Frederico imitar o compatriota, graças a um tubo para a direito que o tirou de uma situação delicada e o ajudou a eliminar o amigo Ryan Callinan, numa bateria vencida pelo brasileiro Jesse Mendes.

    A prova acabou por avançar a grande ritmo para a 3.ª ronda, onde os portugueses tiveram pela frente os primeiros do ranking mundial e principais candidatos ao título. Coube a Vasco Ribeiro ser o primeiro a entrar em cena, já depois de os favoritos terem dominado os primeiros heats da ronda. Frente a Toledo, Vasco ainda conseguiu equilibrar a contenda na primeira metade da disputa, mas depois o brasileiro voou para o triunfo, com 14,60 pontos contra 10,10 do português.

    Seguiu-se o embate entre o campeão nacional Miguel Blanco e o campeão mundial e número 1 do ranking Gabriel Medina, pouco depois de Kelly Slater ter carimbado a passagem aos oitavos-de-final com uma das melhores performances do dia, ao somar 15,56 pontos frente ao havaiano Sebastian Zietz. Blanco até entrou a colocar pressão em Medina, mas o brasileiro acabou por ganhar vantagem naturalmente, depois de ter apostado nas manobras aéreas, terminando com um triunfo de 13,67 pontos contra 8,33.

    Já só restava Frederico Morais à esperança lusa, mas os tubos davam cada vez mais lugares às rampas e os surfistas canarinhos não estavam a dar hipóteses nesse aspeto. Que o diga Jeremy Flores, que depois de somar 15 pontos na primeira metade do heat 11, viu Peterson Crisanto conseguir quase um 10 com um super aéreo que o recolocou na luta pelo triunfo já nos instantes finais do duelo, conseguindo mesmo operado a reviravolta.

    Apesar de ter conseguido estar na frente do heat durante os primeiros minutos, na segunda metade da bateria Italo começou a voar bem alto, dando a volta ao contexto e acabando por vencer o português com combinação, graças a um score de 16,20 contra 10,33. Dessa forma, o trio de portugueses terminou a etapa de Peniche no 17.º posto final. Já os candidatos ao título prosseguem numa luta renhida.

    Entre os favoritos poucos foram os que cederam. Do top 10 apenas Flores, Owen Wright e Julian Wilson foram eliminados nesta ronda, sendo que nenhum deles está na luta pelo título. Destaque para os surfistas brasileiros que aproveitaram bem as condições que se fizeram sentir em Supertubos, estando 7 deles entre os 16 surfistas ainda em prova.

    Curiosamente, Gabriel Medina vai agora medir forças nos oitavos-de-final com o compatriota Caio Ibelli, enquanto Filipe Toledo enfrenta o australiano Wade Carmichael e Italo Ferreira defronta o norte-americano Conner Coffin. Já Jordy Smith, que é o intruso entre os brasileiros, vai estar logo na primeira bateria frente ao norte-americano Griffin Colapinto, depois de hoje ter batido o irmão e wildcard Crosby Colapinto.

    De referir ainda que Kelly Slater aproveitou da melhor forma a derrota na 2.ª ronda do havaiano Seth Moniz, para recuperar novamente a posição na luta pela qualificação olímpica. O 11 vezes campeão mundial terá agora pela frente um decisivo heat frente ao japonês Kanoa Igarashi, que o pode fazer aproximar de John John Florence e descolar da concorrência que ainda tenta entrar na luta pela vaga.

    Em relação à prova feminina apenas se realizou um heat esta sexta-feira, com Alana Blanchard a ser a surfista eliminada na ronda 2 e com Lakey Peterson, a número 2 mundial, a conseguir juntar-se às restantes favoritas na ronda 3. A segunda bateria desta fase acabou por não se realizar devido a lesão da havaiana Malia Manuel.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram