Homepage

  • Afonso Antunes brilha no arranque do Azores Airlines Pro
    17 setembro 2019
    arrow
  • Na ronda inaugural ainda faltam entrar em ação oito surfistas portugueses, com destaque para Henrique Pyrrait, Frederico Magalhães e Francisco Carrasco, que conseguiram vagas de última hora.
  • Pode ter apenas 16 anos – acabados de fazer em agosto – e estar a competir no primeiro evento QS6000 da carreira, mas Afonso Antunes não acusou a pressão e carimbou mesmo um triunfo, esta terça-feira, no dia inaugural do QS6000 dos Açores, o Azores Airlines Pro. Isto num dia marcado por várias faltas de comparências, que permitiram que a armada lusa aumentasse de 12 para 15 os surfistas em prova.

    Com ondas pequenas a marcarem o dia em Ribeira Grande, a prova avançou apenas até meio da ronda inaugural. No primeiro heat do dia o recém-naturalizado Sidney Guimarães [na foto] deu o mote aos restantes portugueses em prova, vencendo a concorrência com um score de 11,83 pontos, deixando o australiano Jackson Baker no 2.º posto e eliminando o brasileiro Rafael Teixeira e o australiano Caleb Tancred.

    Nos heats seguintes as coisas não correram tão bem, com Halley Batista a ser eliminado no heat 5, onde o brasileiro Samuel Pupo e o japonês Hiroto Arai seguiram em frente. No heat 7 foi a vez de Pedro Henrique também ficar pelo caminho, depois de ter sido superado pelo basco Ruben Vitoria e pelo brasileiro Marco Fernandez.

    A bandeira portuguesa só voltou a entrar na água no último heat do dia e 12.º da ronda, com Afonso Antunes em estreia. E a prestação portuguesa acabou como começou, com um triunfo, finalizando o dia com um saldo de duas vitórias e duas eliminações. Afonso somou 12,60 pontos e superou os 12,20 do norte-americano Michael Dunphy, que também seguiu em frente, e ainda deixou pelo caminho o brasileiro Vítor Mendes (11,67).

    Nesta ronda ainda faltam entrar em ação oito surfistas portugueses, com destaque para Henrique Pyrrait, Frederico Magalhães e Francisco Carrasco, que conseguiram vagas de última hora, em virtude de alguns surfistas que acabaram por não comparecer à chamada. Frederico é mesmo o próximo a entrar na água, quando a prova reatar, no heat 13. Seguem-se Eduardo Fernandes, Pedro Coelho, Henrique Pyrrait, Luís Perloiro e Vasco Ribeiro, Miguel Blanco e Francisco Carrasco, estes três últimos todos juntos no último heat da ronda.

    Entretanto, os portugueses que só entram em ação na 2.ª ronda já conhecem os adversários que terão pela frente. Logo no heat 1, Sidney Guimarães juntou-se ao jovem açoriano Peter Healion, tendo ainda pela frente o brasileiro Alex Ribeiro e o taitiano O’Neill Massin. No heat 6 é a vez de Frederico Morais se estrear, medindo forças com os brasileiros Wiggolly Dantas e Matheus Navarro e ainda com o japonês Hiroto Arai.

    No heat 7 é a vez do local Jácome Correia defrontar o francês Tim Bisso, o basco Ruben Vitoria e ainda o norte-americano Colt Ward. Por fim, no heat 12 Afonso Antunes regressa à água para enfrentar o australiano e ex-top do WCT Matt Banting, o francês Marco Mignot e ainda o brasileiro Samuel Igo de Souza.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Outras Notícias Relacionadas