Homepage

  • Longboard: Portugueses conhecem adversários em Nova Iorque
    05 setembro 2019
    arrow
  • Após um promissor 17.º posto na etapa de Pantín, no final de agosto, João Dantas chega a esta prova com esperanças de se qualificar pela primeira vez para a etapa decisiva, em Taiwan.
  • É já esta terça-feira que tem início a novíssima etapa do circuito mundial longboard que se vai realizar em Nova Iorque. Com o estatuto 6000, esta será a terceira etapa da temporada, mostrando-se decisiva para as contas de qualificação para a finalíssima, que acontece no início de dezembro em Taiwan. E nas ondas norte-americanas vão estar três portugueses em prova.

    Após um promissor 17.º posto na etapa de Pantín, no final de agosto, João Dantas chega a esta prova com esperanças de se qualificar pela primeira vez para a etapa decisiva. Contudo, terá de superar várias rondas para poder sonhar alto. O longboarder da Linha vai iniciar a sua participação na ronda inaugural, tal como o compatriota Diogo Gonçalves, sendo que os top seeds e candidatos só entram em prova na 4.ª ronda.

    Dantas está colocado no oitavo e último heat da ronda inaugural, onde terá pela frente um trio de norte-americanos composto por David Arganda, Ricky Cunningham e Kenny Luerssen. Apesar de apenas Arganda, que já participou em vários finais do Mundial, ter provas dadas em termos de competições da WSL, as ondas de Nova Iorque podem ser sempre uma incógnita para o português.

    Antes disso, entra em prova Diogo Gonçalves, ele que não esteve presente em Pantín e que se vai estrear, assim, na temporada de 2019 em provas da WSL. Gonçalves vai ter pela frente no heat 6 o suíço Alejandro Flores, o australiano Ryan Egan e ainda o norte-americano Joshua Seeman.

    Já na prova feminina a armada lusa vai estar representada em Nova Iorque por Raquel Bento. Com entrada direta para a 2.ª ronda, a jovem portuguesa vai estar no heat 3, onde enfrenta a japonesa Minami Koyama, a havaiana Sally Cohen e ainda uma surfista vinda da ronda inaugural. Depois da eliminação de primeira em Pantín, as esperanças de Raquel para estar em Taiwan são bem mais reduzidas em relação às de Dantas.

    Este evento marca o regresso da WSL a Nova Iorque, depois da espetacular etapa ali realizada em 2011 a contar para o WCT. O Quiksilver Pro Nova Iorque foi uma etapa singular, que teve um prize Money recorde para a altura e contou com ondas incríveis e surpreendentes para o local. Infelizmente, essa etapa acabou por ser realizada apenas numa ocasião, não tendo continuidade.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram