Homepage

  • Carol Henrique foi a melhor portuguesa em Pantín
    02 setembro 2019
    arrow
  • Após um domingo dedicado exclusivamente à prova feminina, esta segunda-feira é a vez de os homens se estrearem em Pantín.
  • Não correu da melhor maneira para a armada lusa feminina, o arranque do QS10000 de Pantín, na Galiza. Com apenas três surfistas em provas, Portugal acabou por ficar sem representantes logo no dia inaugural, com a melhor representante nacional a ser Carol Henrique.

    Carol esteve em ação logo no primeiro heat do campeonato e até deixou boas indicações, vencendo com uma das melhores performances do dia. Com 14,17 pontos somados a surfistas do Guincho esteve imparável, deixando a japonesa Minami Nonaka (9,10) na segunda posição, e ajudando a eliminar a alemã e campeã mundial ISA em título Rachel Presti (8,36) e a francesa e ex-top do WWT Justine Dupont (7,63).

    Com esse triunfo expressivo Carol Henrique conseguiu juntar-se a Teresa Bonvalot na 2.ª ronda. O mesmo não conseguiu fazer Camill Kemp, que terminou no 3.º posto do heat seguinte. Camilla registou 8,27 pontos e, apesar de ter ficado à frente da argentina Josefina Ane (7,73), acabou por ser superada pela basca Leticia Canales Bilbao (11,60) e pela australiana Philippa Anderson (8,76).

    Na ronda seguinte, onde já entraram em cenas as top seeds, a sorte portuguesa foi bem diferentes, com Carol Henrique a ser eliminada no heat 2, que foi vencido pela norte-americana Alyssa Spencer (13,00), com a japonesa Hinako Kurokawa (12,17) a passar em 2.º lugar. Carol ficou-se pelo 3.º posto, 8,97 pontos, ainda à frente da japonesa e antiga campeã mundial júnior Mahina Maeda (8,84).

    No heat 4 foi a vez de Teresa Bonvalot se estrear, mas as coisas não correram bem à surfista de Cascais. Teresa viu a australiana e ex-campeã mundial júnior Macy Callaghan (13,40) vencer a bateria, com a norte-americana Samantha Sibley (12,60) a ser 2.ª. A basca Leticia Canales Bilbao (9,53) ainda ficou à frente da surfista portuguesa, que terminou a disputa com somente 7,73 pontos.

    Dessa forma, Carol despediu-se de Pantín como a melhor portuguesa em prova, conseguindo um 25.º posto, que lhe rendeu 1100 pontos para o ranking e 1800 dólares de prémio. Teresa foi 37.ª classificada e ainda levou 1000 pontos para casa. Já Camilla Kemp terminou na 49.ª posição.

    Após um domingo dedicado exclusivamente à prova feminina, esta segunda-feira é a vez de os homens se estrearem em Pantín, onde a armada lusa terá três representantes em ação. Na primeira ronda apenas Miguel Blanco vai competir, tentando juntar-se a Frederico Morais e Vasco Ribeiro na 2.ª ronda.

    O campeão nacional vai competir no heat 3 da ronda inaugural e terá pela frente o brasileiro Bino Lopes, o norte-americano Corsby Colapinto e ainda o sul-africano Jake Elkington. Em jogo está a possibilidade de Blanco regressar ao top 100 mundial. O jovem surfista do Estoril necessita de um resultado forte para poder sonhar com esse regresso e até com uma possível entrada nas importantes provas havaianas do final de temporada.

    Frederico Morais está colocado no heat 12 da 2.ª ronda, com o brasileiro e top do WCT Deivid Silva e com o neozelandês Billy Stairmand, vindo ainda outro surfista da ronda inaugural completar o lote de adversários do português. Já Vasco Ribeiro entre em cena no heat 20, onde irá enfrentar o norte-americano e top do WCT Griffin Colapinto, o brasileiro e ex-top do WCT Wiggolly Dantas e ainda um surfista vindo da ronda inaugural.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram