Homepage

  • Favoritos dominam, mas com algumas eliminações surpresa em J-Bay
    17 julho 2019
    arrow
  • Tanto do lado masculino como do feminino, há novos líderes provisórios do ranking.
  • Foi um dia de emoções fortes em J-Bay, esta quarta-feira, com a realização dos oitavos-de-final masculinos e quartos-de-final femininos. Os tops e principais colocados do ranking dominaram a ação, embora quatro nomes sonantes se tenha despedido já do evento nesta fase. Stephanie Gilmore e Sally Fitzgibbons caíram na prova feminina, enquanto do lado masculino Kelly Slater e Jordy Smith foram vítimas dos principais duelos da jornada.

    A ação abriu em grande estilo, logo com um heat entre Jordy Smith e Owen Wright. Jordy partia como favorito, até por ser local, mas Owen, que tem andado apagado esta temporada, esteve irrepreensível com o seu ataque de backside e venceu a bateria, avançando para os quartos-de-final. O australiano vai agora enfrentar o campeão mundial Gabriel Medina, que mesmo sem brilhar eliminou Ryan Callinan, com direito a reviravolta perto do final.

    Entre os primeiros classificados do ranking, Kolohe Andino também cumpriu sem brilhar, batendo Deivid Silva. O surfista norte-americano tem pela frente nos quartos-de-final o veterano Ace Buchan, isto depois de ter agarrado provisoriamente a liderança do circuito mundial.

    Ainda assim, Filipe Toledo segue Kolohe de bem perto e hoje voltou a demonstrar enorme domínio na mítica direita sul-africana, despachando Willian Cardoso com direito a combinação, depois de somar 18,26 pontos. Na próxima fase Toledo vai enfrentar Seabass, que bateu Michel Bourez num heat bem equilibrado.

    Por fim, Kanoa Igarashi voltou a mostrar-se a grande nível e, depois de eliminar Kikas, desta vez limpou Peterson Crisanto com grande categoria. O japonês e número 5 mundial parece mesmo querer afirmar-se como candidato ao título e na próxima fase terá um duelo intenso pela frente.

    Igarashi vai enfrentar Italo Ferreira, que a fechar os oitavos-de-final masculino venceu um super heat frente a Kelly Slater, onde o 11 vezes campeão mundial ficou a precisar de uma segunda onda para seguir em frente. Kelly esteve bem na melhor onda, mas o brasileiro foi mais forte na generalidade da bateria. Ainda assim, é mais um resultado positivo de Slater rumo, quem sabe, à vaga olímpica…

    E se a prova masculina terminou com um heat entre dois grandes nomes, a prova feminina retomou com um ainda mais espetacular entre Stephanie Gilmore e Caroline Marks. A sete vezes campeã mundial não conseguiu que o seu estilo único levasse a melhor frente ao forte backside daquela que todos apontam como futura rainha do surf mundial e acabou eliminada e a ver a concorrência pelo título a fugir.

    Quem agarrou a liderança provisório foi Carissa Moore, que surfou muito bem e conseguiu mesmo a melhor onda do dia, com 9,50 pontos, eliminando pelo meio Johanne Defay. Carissa beneficiou ainda da eliminação de Sally Fitzgibbons frente a Malia Manuel no heat seguinte, para se chegar à frente na luta pela lycra amarela, que pertencia à australiana. No último heat do dia assistiu-se a outro incrível duelo, onde Lakey Peterson bateu a compatriota Courtney Conlogue.

    Agora, a organização do Corona J-Bay Open, a sexta etapa do WCT 2019, espera pelo melhor dia de ondas até ao final da janela de espera, que termina na segunda-feira, para colocar o dia final na água. E o espetáculo promete continuar a ser bem emotivo!

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram