Homepage

  • Sul-africanos e francês recebem wildcards para o J-Bay Open
    08 julho 2019
    arrow
  • Mikey February e Beyrick de Vries foram premiados com duas das três vagas, ficando o francês Jorgann Couzinet com a última delas.
  • Já é conhecido o elenco completo do Corona J-Bay Open, a sexta etapa do WCT 2019, que arranca já esta terça-feira nas icónicas direitas de Jeffreys Bay, na África do Sul. A WSL anunciou após o final do Ballito Pro a quem se destinaram as três vagas ainda em aberto, com dois sul-africanos e um francês a juntarem-se à restante elite mundial.

    Dessa forma, Mikey February e Beyrick de Vries, dois dos mais fortes competidores sul-africanos do WQS, foram premiados com duas das três vagas, ficando o francês Jorgann Couzinet com a última delas. Só para De Vries esta é uma estreia ao mais alto nível. Couzinet estreou-se no ano passado em França e February vai para a quarta presença em J-Bay, depois de ter corrido o Tour no ano passado.

    Tendo em conta que a vitória em Ballito sorriu a um competidor do WCT (Deivid Silva) e que o atual líder do QS (Jadson Andre) também está na elite mundial, o prémio ficou assim para o surfista extra World Tour melhor classificado no ranking WQS – Couzinet é vice-líder, depois de ter chegado às meias-finais no primeiro QS10000 do ano.

    Este trio foi assim colocado frente aos principais top seeds da etapa. Toledo, atual número 3 mundial, surge como número um do seeding, após a lesão de John John Florence, e vai ter pela frente Ace Buchan e Mikey February. Kolohe Andino, número 2 mundial e também do seeding, mede forças com Yago Dora e Beyrick de Vries. Por fim, Jordy Smith vai defrontar Caio Ibelli e Jorgann Couzinet.

    Resta lembrar que o nosso Frederico Morais conseguiu uma vaga nesta etapa, depois de Mikey Wright desistir de mais uma etapa por lesão, estreando-se logo no heat inaugural do evento. Kikas vai enfrentar o campeão mundial Gabriel Medina e ainda o francês Joan Duru. Apesar de ser apenas substituto, o português procura repetir o êxito que já alcançou no passado nesta etapa, sobretudo em 2017, quando foi finalista, para intrometer-se na luta pela qualificação.

    De resto, os tops já tiveram a testar-se nas longas direitas de J-Bay, que estiveram incríveis durante o fim-de-semana. As imagens não pararam de invadir a internet e deixaram muita água na boca para o que está para vir. Em termos de previsões, a prova poderá arrancar já amanhã, havendo ainda algum swell a chegar e vento offshore durante os próximos dias.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, podes usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, e encontra tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram